Inter desaba na tabela e chega ao Gre-Nal em sua pior fase no ano

Do UOL, em Porto Alegre

Míseros 8,3% de aproveitamento, oito gols sofridos e apenas cinco marcados. A série atual do Internacional é a pior da temporada. Com três derrotas nos últimos quatro jogos do Brasileirão, o time de Argel Fucks ainda procura explicação para a mudança de cenário. E chega às vésperas do clássico diante do Grêmio em xeque.

Em nenhum outro momento do ano, o Inter perdeu duas partidas seguidas. Atingiu essa situação após sucumbir diante de Botafogo e Flamengo.

"A gente tem que olhar no todo. Sem vencer nos últimos quatro jogos, ainda estamos no G-4", disse o goleiro Muriel.

Até o início do Campeonato Brasileiro, o time só havia perdido uma vez: para o Veranópolis, em pleno Beira-Rio. Agora só acumula cinco derrotas na temporada.

Em abril, o Internacional chegou a enfileirar cinco empates consecutivos. Argel foi contestado por parte da diretoria e respaldado pela cúpula. Saiu dali para o título estadual de forma incontestável. Com o time mostrando evolução tática, bom desempenho técnico.

Desfalques, cansaço, erros técnicos e adversários melhores explicam as dificuldades do Inter nas últimas semanas. Depois de fazer 2 a 0 no Atlético-MG, em Porto Alegre, o time perdeu para Figueirense, Botafogo e Flamengo. Empatou com o Coritiba no meio disso.

No domingo, recebe o arquirrival Grêmio em um clássico que vale muito. Com 20 pontos, o Inter pode ultrapassar o tradicional adversário de volta.

"Agora é retomar, respirar. Gre-Nal pode virar tudo. Temos que pensar nisso...", apontou Carlos Pellegrini, vice de futebol.

Da arrancada fulminante ao jejum. De um jogo reativo e letal ao domínio da posse de bola e escassez de gols. O Internacional vive uma crise existencial e tem um Gre-Nal bem no meio dela.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos