Conheça o 'Alçapão Retrô', o mais novo (velho) estádio do Brasileirão

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

Sem poder contar com Engenhão e Maracanã por conta dos Jogos Olímpicos, o Botafogo decidiu reformar o estádio da Portuguesa e fazer a Arena Botafogo para ter uma casa até o fim do Campeonato Brasileiro. O Alvinegro investiu R$ 5 milhões para montar arquibancadas e melhorar o estado do gramado, muito ruim inicialmente.

A arena teve uma espécie de pré-estreia na última quarta-feira, quando o Botafogo sub-20 recebeu o Grêmio pelo Brasileiro da categoria. Torcedores puderam acompanhar o duelo das sociais e ter o primeiro contato com a nova casa do Alvinegro.

A animação tomou conta dos botafoguenses, que prometem transformar o estádio em um alçapão, como o Atlético-MG faz no Independência. As diferenças são claras já que um estádio é moderno enquanto o outro não passa de um casa provisória. E retrô.

Bernardo Gentile/UOL

Com o Engenhão e o Maracanã entregues ao COI (Comitê Olímpico Internacional), o Botafogo ficou sem ter uma casa em 2016. No primeiro semestre visitou vários estados do Brasil até definir como prioridade a realização de jogos na capital. Fez parceria com a Portuguesa, clube da 4ª divisão nacional.

Bernardo Gentile/UOL

A sede da Portuguesa é antiga e conta com instalações velhas. Até por isso se fazia necessária a parceria com o Botafogo para revitalizar o local. O Alvinegro investiu R$ 5 milhões para criar a arena. Como se pode ver, porém, muita coisa continua velha. Os vestiários, por exemplo, receberam apenas um banho de tinta, nada moderno como os novos estádios do Brasil.

Bernardo Gentile/UOL

Para chegar aos 15 mil lugares mínimos, exigidos pela CBF, o Botafogo não tinha tempo a perder e decidiu levantar arquibancadas móveis. Basicamente uma estrutura de ferro, como as usadas nas arenas de jogos de praia. A tática é a mesma usada em 2005, quando ocorreu uma parceria com o Flamengo no mesmo local.

Bernardo Gentile/UOL

A decisão de personalizar o estádio acertou em cheio o coração dos botafoguenses. As arquibancadas foram pintadas de preto e branco tornando o estádio da Portuguesa na casa do Botafogo até a reabertura do Engenhão, o que ocorrerá após as Olimpíadas.

Bernardo Gentile/UOL

Nem só de arquibancada móvel é feita a Arena Botafogo. Os sócios-torcedores que pagarem planos mais caros terão acesso às sociais do estádio. São cadeiras numeradas e originais da sede da Portuguesa, em tese mais confortáveis.

Bernardo Gentile/UOL

A Arena Botafogo foi feita para ser um alçapão, como ocorre no Independência em Belo Horizonte. As semelhanças acabam aí, já que a casa do América-MG é moderna e com tudo novo, ao contrário do que ocorre no Rio de Janeiro, com instalações provisórias em um estádio velho.

Bernardo Gentile/UOL

Outro exemplo de que muitas coisas foram feitas no 'jeitinho' é o estacionamento. Os poucos carros que poderão parar dentro do estádio colocarão os veículos em uma área de terra e areia. Funciona, mas evidentemente está longe de todo o glamour das novas arenas.

 

 

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos