Bento liga alerta contra momento Robin Hood: "falta de ambição preocupa"

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Anderson Stevens/Light Press/Cruzeiro

    Bento já mostra sinais de insatisfação com a bipolaridade celeste no Brasileiro

    Bento já mostra sinais de insatisfação com a bipolaridade celeste no Brasileiro

Quando o desempenho de um clube de futebol é relacionado ao personagem mítico de Robin Hood, é sinal que a equipe tira pontos dos grandes oponentes, mas "devolve" aos que estão em situação ruim na tabela. E é mais ou menos assim que o Cruzeiro tem se comportado neste Brasileirão. A última derrota foi mais um exemplo da irregularidade. Depois de bater de frente e superar o líder do torneio, o time voltou a se apresentar muito mal e saiu derrotado para a Chapecoense, que briga na parte central da tabela.

"Mas a questão de atitude e da falta de ambição preocupa mais e entristece mais. Terei que procurar as melhores ações. Não posso acreditar que temos um tipo de atitude e de postura contra equipes grandes e outro tipo de atitude e postura contra outras equipes. Se for assim, teremos de mudar alguma coisa", comentou Paulo Bento.

A insatisfação do treinador faz sentido. O Cruzeiro só alcançou cinco dos 15 pontos disputados contra Coritiba, Figueirense, Santa Cruz, América e Botafogo, equipes que atualmente flertam ou frequentam a zona de rebaixamento. O rendimento é quase igual aos seis pontos somados diante dos adversários que brigam na parte de cima da tabela: São Paulo, Atlético-MG, Flamengo, Grêmio e Palmeiras. Ponte Preta e Chapecoense estão mais próximos do clube mineiro e sustentam posições intermediárias na tabela. Contra eles, o desempenho é de 50%, uma vitória e uma derrota.

Mais que os resultados, a bipolaridade do Cruzeiro também fica visível no desempenho em campo. Quando o time parece engrenar, vem um novo baque que esfria os ânimos do torcedor. Foi assim na vitória animadora diante do rival Atlético, dentro do Horto, mas que foi seguida por uma nova derrota no Mineirão para o Flamengo. Nesta última quarta-feira, o time celeste vinha de duas ótimas vitórias diante da Ponte Preta e do líder Palmeiras. Cenário perfeito para vencer mais uma vez e emplacar uma trinca de vitórias após quase um ano. Contudo, as coisas não saíram da forma que Paulo Bento queria, e o treinador viu um time completamente perdido, relembrando o início ruim e irregular no Brasileirão.

"Nos faltou, creio eu, ambição. Pensamos que os seis pontos que tínhamos conquistado antes nos garantiriam a vitória, mas no futebol não é assim. Nos resta assumir a responsabilidade e felicitar o adversário pelo espírito que demonstrou", encerrou Bento.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos