Jorginho pede pênalti e reclama porque juiz era de Goiás

Do UOL, em São Paulo

  • Paulo Fernandes/Vasco

O jogo entre Avaí e Vasco teve reclamações contra a arbitragem até o último lance, então isso não poderia deixar de ser assunto depois da partida. O técnico vascaíno, Jorginho, disparou uma série de críticas contra Elmo Alves Resende Cunha por ser da Federação Goiana de Futebol.

Jorginho criticou o estado do juiz porque o Atlético-GO está disputando a liderança da Série B com o Vasco. No momento os dois estão empatados com 28 pontos, sendo que o time cruzmaltino lidera pelo número de vitórias.

"Escalaram um árbitro de Goiânia. Estamos disputando a primeira posição com um time de Goiás. A arbitragem não foi segura. Foi confusa. Lamento porque foi determinante no resultado".

Jorginho reclamou principalmente do último lance do jogo, em que a bola bateu na mão de João Filipe, do Avaí, mas Elmo não marcou pênalti. Além disso, ainda houve um pênalti para o time catarinense, que foi desperdiçado por William.

"Eu queria perguntar a vocês. Foi pênalti no fim? Não foi pênalti deles antes. É claro. Eu nunca fui agressivo com a arbitragem. Ele expulsar dois treinadores que são completamente da paz, você vê o nível do jogo que foi hoje". Tanto Silas quanto Jorginho tiveram que sair do campo antes do final do jogo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos