Cruzeiro de Bento já teve quatro duplas de zaga, mas só uma obteve vitórias

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Bruno Rodrigo esteve em todas as vitórias do Cruzeiro de Paulo Bento

    Bruno Rodrigo esteve em todas as vitórias do Cruzeiro de Paulo Bento

Paulo Bento completou o 13º jogo à frente do Cruzeiro nessa quarta-feira (6), diante do Vitória, pela 3ª fase da Copa do Brasil. Até o momento, o português obteve cinco triunfos. E há uma coincidência nos duelos vencidos pelo técnico. Os resultados positivos aconteceram somente quando a zaga foi formada por Bruno Rodrigo e Bruno Viana.

Mas nem sempre foi assim. O lusitano já utilizou outras três duplas em sua curta passagem por Belo Horizonte. E, inclusive, foi questionado por algumas escolhas, sobretudo quando escalou somente jovens revelados pelas divisões inferiores no setor.

"Quando focamos demasiadamente em dois jogadores, para mim, soa mal. Eu procurei os jogadores que melhor servem o interesse da equipe. Eu procuro os melhores para o plano de jogo. Erros acontecem para os jogadores mais jovens e, em algum momento, para os mais experientes. Continuarão tendo oportunidade, Viana e Fabrício. Potencial não tem idade, pode ter custos. Tomar decisões por questão da imprensa e pedidos públicos, eu não fiz e não o farei", afirmou Paulo Bento.

"Tem a ver com uma questão da opção, nossos princípios. Dos quatro zagueiros que temos, nesse momento com a volta do Manoel, cinco, os que têm jogado mais são Bruno Viana, Bruno Rodrigo e Fabrício. No domingo (no empate com o Vitória no Mineirão), optamos por essa dupla. Não creio que tenha a ver com a dupla, mas, sim, com a equipe", acrescentou.

Bruno Rodrigo e Bruno Viana atuaram como titulares nos triunfos sobre Botafogo, Atlético-MG, Ponte Preta, Palmeiras e Vitória. Eles ainda mantiveram esta condição no empate com o Figueirense e nos reveses para Santa Cruz e São Paulo.

Embora sejam considerados os prediletos da comissão, o técnico lusitano já variou bastante a dupla de zaga, seja por opção, lesão ou suspensão. Bruno Viana e Léo, por exemplo, estiveram em campo no empate com o América-MG.

O jovem defensor também teve a companhia de outro atleta revelado nas categorias de base: Fabrício. Juntos em três compromissos, eles sofreram duas derrotas (Grêmio e Chapecoense) e um empate (Vitória). Fabrício também atuou ao lado de Bruno Rodrigo. Na ocasião, o time perdeu para o Flamengo em pleno Mineirão.

Bruno Rodrigo e Bruno Viana
6/7 – Vitória 1 x 2 Cruzeiro
25/6 – Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras
22/6 – Ponte Preta 0 x 4 Cruzeiro*
12/6 – Atlético-MG 2 x 3 Cruzeiro
5/6 – Cruzeiro 0 x 1 São Paulo
1/6 – Botafogo 0 x 1 Cruzeiro
25/5 – Santa Cruz 4 x 1 Cruzeiro
21/5 – Cruzeiro 2 x 2 Figueirense
5 vitórias / 1 empate / 2 derrotas / 67% de aproveitamento
11 gols sofridos em 8 jogos
* Fabrício Bruno entrou aos 39 do segundo tempo na vaga de Bruno Rodrigo

Bruno Viana e Léo
28/5 – Cruzeiro 1 x 1 América-MG
1 empate / 33% de aproveitamento
1 gol sofrido em 1 jogo

Bruno Viana e Fabrício
3/7 – Cruzeiro 2 x 2 Vitória
29/6 – Chapecoense 3 x 2 Cruzeiro
19/6 – Grêmio 2 x 0 Cruzeiro
1 empate / 2 derrotas / 11% de aproveitamento
7 gols sofridos em 3 jogos

Bruno Rodrigo e Fabrício
15/6 – Cruzeiro 0 x 1 Flamengo
1 derrota / 0% de aproveitamento
1 gol sofrido em 1 jogo

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos