Corinthians vence a Chapecoense por 2 a 0 e acirra a disputa pela liderança

Do UOL, em São Paulo

O Corinthians teve dificuldades neste sábado, mas conseguiu melhorar na partida para quebrar a invencibilidade da Chapecoense na Arena Condá e vencer por 2 a 0. Pela 14ª rodada, o Alvinegro contou com gols de Rodriguinho e Marquinhos Gabriel para alcançar sua quarta vitória seguida no Campeonato Brasileiro.

A vitória corintiana acirra ainda mais a disputa pela liderança do Brasileirão. Com 28 pontos e atrás do Palmeiras pelo saldo de gols, o time do Parque São Jorge volta a campo no domingo que vem (17) para enfrentar outro rival: o São Paulo. Na mesma data, a Chapecoense encara o Figueirense para seguir lutando contra a inconsistência e tentar sair dos 18 pontos.

Jardel da Costa/Futura Press/Estadão Conteúdo

Quem foi bem: Rodriguinho

O meio-campista fazia partida discreta até abrir o placar com um chute colocado da entrada da área, aos 17 do segundo tempo. A partir daí, Rodriguinho participou melhor das trocas de passe do Corinthians. Com a equipe mais solta, ele avançou mais e foi bem importante.

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Quem foi mal: Luciano

O atacante não se encontrou em campo: ficou imobilizado entre os zagueiros da Chape e desperdiçou a única chance que teve, chutando em cima do goleiro Marcelo Boeck. Em parte foi vítima da má atuação corintiana até o intervalo, mas também faltou buscar mais a partida. Não à toa Luciano acabou trocado por Danilo logo após o primeiro gol alvinegro.

Desempenho da Chapecoense

Ainda que tenha chegado pouco, o time da casa foi agudo quando frequentou a área de Cássio. Duas boas chances marcaram o primeiro tempo, ambas criadas pelo lado esquerdo, mas o time caiu depois do intervalo. A crescente do Corinthians pegou a Chape desprevenida, e a qualidade técnica fez a diferença a favor dos visitantes. Ainda assim o time da casa teve uma grande chance para empatar, mas Thiego mandou na trave. O time desistiu da partida após tomar o segundo gol, e Thiego acabou expulso por duas faltas desnecessárias.

Jardel da Costa/Futura Press/Estadão Conteúdo

Desempenho do Corinthians

O Alvinegro manteve o jogo equilibrado, mesmo começando com dificuldades na saída de bola e dando espaços demais pelos lados do campo. Ofensivamente a equipe demorou até os minutos finais do primeiro tempo para conseguir infiltrações, mas após o intervalo melhorou muito. Mais calmo, tentando mais e errando menos, o Corinthians tomou conta do meio-campo e por isso conseguiu o gol. Depois valorizou ainda mais a bola e chegou a recuar esporadicamente, mas segurou o resultado sem sustos até que ampliou nos acréscimos.

Conversa de Cristóvão dá resultado

A conversa do intervalo fez bem ao Corinthians, que a exemplo da partida anterior jogou o segundo tempo mais solto que no primeiro. Um dos efeitos da melhora foi o avanço de Rodriguinho, que passou a se aproximar da área e foi o autor do primeiro gol.

Gol anulado não faz falta

O Alvinegro conseguiu o gol em jogada de bola aérea no início do segundo tempo, mas a arbitragem marcou impedimento inexistente de Balbuena. O zagueiro estava alinhado com outros três jogadores da Chape, enquanto quem estava em posição irregular era Luciano.

Pedro Henrique sai lesionado

O zagueiro fazia partida segura, mas sentiu lesão na coxa esquerda aos 23 minutos e precisou ser substituído por Yago. O diagnóstico inicial foi de distensão do músculo posterior, mas Pedro Henrique ainda deve passar por exames para conhecer a gravidade da contusão.

Faixa contra a CBF e sinalizador

Por duas vezes o árbitro Ricardo Marques Ribeiro (MG) interrompeu a partida por causa da torcida do Corinthians. Os alvinegros estenderam uma faixa com a frase "CBF da corrupção", mas a esconderam logo quando o jogo foi parado no primeiro tempo. A faixa voltou acompanhada por sinalizadores no segundo tempo, quando o Alvinegro já vencia por 1 a 0. Desta vez policiais subiram no setor visitante e detiveram um torcedor.

Lambanças da arbitragem

Ricardo Marques Ribeiro (MG) hamou a atenção em pelo menos dois lances curiosos. Ele foi protagonista logo aos dez minutos, quando se aproximou demais de uma disputa de bola e acabou levando uma trombada do volante Sérgio Manoel, da Chape. Depois, aos 43, o árbitro marcou falta a favor do Corinthians quando Giovanni Augusto derrubou Gil, mas reverteu a decisão em seguida e até pediu desculpas ao técnico Caio Júnior.

Juca Kfouri avalia o triunfo alvinegro

Lembrando o histórico vitorioso do Corinthians sobre a Chapecoense, Juca escreve em seu blog sobre como o time de Cristóvão Borges se portou neste sábado. O jornalista explora a forma como o meio-campo alvinegro mudou de comportamento ao longo da partida. Clique aqui e leia mais.

Ficha Técnica

Chapecoense 0 x 2 Corinthians
Data:
09/07/2016
Local: Arena Condá, Chapecó-SC
Hora: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Pablo Almeida da Costa (MG) e Celso Luiz da Silva (MG)
Público: 11.615 presentes
Renda: R$ 380.345,00
Cartões Amarelos: Luciano (Corinthians); Thiego (Chapecoense)
Cartão Vermelho: Thiego (Chapecoense)
Gols: Rodriguinho aos 14', e Marquinhos Gabriel aos 46 minutos do segundo tempo.

Chapecoense: Marcelo Boeck; Gimenez, Demerson, Thiego e Dener; Sérgio Manoel, Gil (Martinuccio) e Cleber Santana; Ananias, Silvinho (Arthur Maia) e Bruno Rangel (Kempes). Treinador: Caio Júnior.

Corinthians: Cássio; Fagner, Pedro Henrique (Yago), Balbuena e Uendel; Bruno Henrique, Rodriguinho e Giovanni Augusto (Guilherme); Marquinhos Gabriel, Romero e Luciano (Danilo). Treinador: Cristóvão Borges.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos