Atlético-PR ofusca estreia de Sóbis, faz 3 a 0 no Cruzeiro e vai ao G-4

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

Pior mandante do Brasileirão, o Cruzeiro teve um ingrediente a mais para buscar sua segunda vitória dentro de casa, nesta noite de segunda-feira, diante do Atlético-PR. A principal expectativa para a partida era a estreia de Rafael Sóbis, que começou o jogo entre os titulares e atraiu mais de 30 mil torcedores no Mineirão. Ao lado dos companheiros, o novo camisa 7 fez uma boa partida, mas foi completamente ofuscado por uma derrota cruzeirense por 3 a 0.

Os gols da partida foram marcados por Pablo e André Lima, duas vezes. Todos os gols foram marcados no segundo tempo, após o Cruzeiro dominar a primeira etapa toda, mas parar nas ótimas intervenções do goleiro Weverton. Com o resultado, o Cruzeiro fica na 15ª colocação com apenas 15 pontos, enquanto o Atlético ultrapassa o Flamengo e chega ao G-4, agora com 23 pontos. Na próxima rodada, a Raposa visita o Fluminense e o Furacão recebe o Vitória. Ambos os jogos no domingo.

André Lima saiu do banco para mudar a partida

Thomas Santos/Agif

A saída de Walter aos 15 minutos do segundo tempo poderia ser um sinal negativo para o Atlético-PR, que ainda esboçava poucas descidas ao ataque. Mas Paulo Autuori acertou a mão e o substituto André Lima mudou o cenário da partida. O atacante teve pouco mais de meia hora para marcar dois gols e decretar o placar clássico de 3 a 0 diante de um Mineirão cheio. Menção honrosa para o goleiro Weverton, que fechou o gol rubro-negro.

Sóbis estreia com tranquilidade e dá nova cara ao ataque

 

Apesar da derrota, as estreias do atacante Rafael Sóbis e também do lateral esquerdo Edimar foram positivas no Cruzeiro. Bem tranquilo em campo, o atacante auxiliou bem os companheiros, participou com frequência do jogo e deixou o setor ofensivo mais perigoso com bastante movimentação até cansar e ser substituído no segundo tempo. Já o lateral Edimar mostrou muita personalidade para subir ao ataque e buscar chances de gol.

Filme repetido: Cruzeiro domina o jogo, mas é castigado no segundo tempo

Bem superior ao adversário, o Cruzeiro mandou no jogo. O trio formado com Sóbis, Arrascaeta e Willian mostrou entrosamento e muita intensidade. O toque de bola rápido e as finalizações em longa distância foram os destaques do primeiro tempo, que contou também com o bom apoio ofensivo dos laterais (diferente dos últimos jogos) e só terminou sem gols por causa das boas intervenções do goleiro paranaense. Até que o trauma dos últimos jogos em casa chegou com tudo em um novo banho de água fria. Bruno Rodrigo voltou a falhar e permitiu o primeiro gol do jogo, dando um presente para Pablo. Abatido após o tento, o Cruzeiro perdeu forças e ainda viu André Lima marcar duas vezes e decretar mais uma derrota em Minas Gerais.

Bem postado, Atlético-PR suportou a pressão e atacou na hora certa

Com a estratégia bem traçada de retornar para o Paraná com pelo menos um ponto, o Atlético-PR mal atacou no primeiro tempo (apesar de um gol anulado por impedimento), mas adotou uma postura compacta defensivamente que diminuindo os espaços do Cruzeiro e forçou o adversário a finalizar de fora da área. Quando as jogadas dos anfitriões saíram bem sucedidas, o time mineiro parou nas ótimas defesas do goleiro Weverton. No segundo tempo, o Furacão saiu mais para o jogo e tomou conta do meio-campo. Na contribuição de Bruno Rodrigo, Pablo abriu o marcador. Pouco depois, o time seguiu à risca a estratégia do contra-ataque e fez mais dois com André Lima.

Bento é alvo de vaias pela segunda vez consecutiva

Assim como aconteceu diante do Vitória, no compromisso passado no Mineirão, o técnico Paulo Bento foi novamente vaiado e teve que ouvir mais uma vez os gritos de burro. Desta vez, a torcida celeste se irritou  com o treinador por causa das substituições, promovendo Alano e Federico Gino em campo, jogadores que definitivamente não caíram nas graças da torcida.

Autuori brilha nas trocas e constrói vitória na etapa final

Superada a pressão na etapa inicial, o Atlético-PR voltou para o segundo tempo com outra cara. O time avançou suas linhas de marcação e passou a dominar mais o meio-campo. Além da proposta ofensiva, a vitória também passou pelo dedo do técnico Paulo Autuori, que acertou nas alterações. A melhor delas, colocando André Lima, decisivo no triunfo.

Tite acompanha a partida no Mineirão

Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

O técnico Tite continua sua maratona de jogos pelo Brasil. Ao lado de Rogério Micale e Edu Gaspar, o comandante da Seleção acompanhou a partida na capital mineira. De BH, o professor vai a São Paulo para assistir o clássico entre Palmeiras e Santos, nesta terça-feira.

Troca do gramado deixa aparência feia no Mineirão

Por causa da troca do gramado, o campo do Mineirão não apresentou boas condições, além de uma aparência feia. Segundo a gestora do estádio, foi utilizada areia no local porque o material favorece a penetração das sementes da grama de inverno. Porém, segundo os administradores, o fato não atrapalharia em nada o jogo. E isso foi visto na prática.

PVC comenta 'atropelo' atleticano em Belo Horizonte

Em seu blog, Paulo Vinícius Coelho comentou sobre a receita de sucesso do técnico Paulo Autuori para chegar ao Mineirão e arrancar uma vitória do Cruzeiro depois de sete temporadas sem triunfos sobre o adversário em Minas Gerais.

CRUZEIRO 0x3 ATLÉTICO-PR

Motivo: 14ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data/Hora: 11/07/2016, às 20h (de Brasília)
Ábitro: Anderson Daronco (RS/Fifa)
Assistentes: José Eduardo Calza (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Júnior (RS)

GOLS: Pablo, 19'2ºT (0-1); André Lima, 22'2ºT (0-2), 36'2ºT (0-3)
Cartões amarelos: De Arrascaeta (CRU); Weverton, Wanderson, Vinícius, Marcão (CAP)
Cartão vermelho: Não teve.
Público/Renda: 32.042 torcedores/R$816.757,00

Cruzeiro: Fábio; Lucas, Bruno Viana, Bruno Rodrigo e Edimar; Henrique, Ariel Cabral (Alano) e Robinho (Riascos); De Arrascaeta, Rafael Sóbis (Federico Gino) e Willian. Técnico: Paulo Bento.

Atlético-PR: Weverton; Léo, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio, Hernani, Vinícius (Marcos Guilherme) e Nikão (Marcão); Pablo e Walter (André Lima). Técnico: Paulo Autuori.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos