Cruzeiro quer deixar de ser pior mandante do Brasileiro na estreia de Sóbis

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Juliana Flister/Light Press/Cruzeiro

    Torcida do Cruzeiro quer voltar a fazer a festa no Mineirão

    Torcida do Cruzeiro quer voltar a fazer a festa no Mineirão

Alicerce do Cruzeiro no bicampeonato nacional em 2013 e 2014, o Mineirão se tornou uma pedra no sapato nesta edição do Campeonato Brasileiro. Em seis partidas dentro de seus domínios, a equipe comandada por Paulo Bento conseguiu apenas uma vitória e ainda obteve três empates e duas derrotas. Os resultados deixaram o time com o posto de pior mandante do torneio.

Nesta segunda-feira (11), às 20h (de Brasília), o time volta ao estádio para enfrentar o Atlético-PR, pela 14ª rodada da competição, em jogo que deve marcar a estreia de Rafael Sóbis. Um triunfo já é suficiente para tirar dos mineiros o rótulo de pior mandante, deixando a vaga para o rival América-MG.

Pedro Vilela/Light Press/Cruzeiro
Rafael Sóbis estreará pelo Cruzeiro contra o Atlético-PR

Presente em cinco das sete partidas realizadas no Gigante da Pampulha, Bruno Rodrigo tenta explicar por que o Cruzeiro encontra dificuldades como mandante nesta edição do Brasileiro.

"A gente está tentando, está buscando e os adversários vêm aqui para segurar o resultado, jogando por uma bola. Mas nós temos que continuar insistindo, ter persistência, com calma. Fizemos um bom jogo contra o Palmeiras, merecemos a vitória o tempo todo. Foi um jogo muito consistente da nossa equipe", afirmou.

Em seus domínios, o Cruzeiro venceu somente o líder Palmeiras. O time empatou com Figueirense, América-MG e Vitória e foi superado por São Paulo e Flamengo. Paulo Bento não busca explicações para o aproveitamento de 33,3% de seus comandados no estádio. Contudo, reconhece a necessidade de melhora.

"Em termos de jogar fora ou em casa, tentamos não diferenciar por esse fator. A única diferença que existe é contra quem jogamos e contra quem queremos jogar. Não é importante para nós o jogo em casa ou fora. Temos sido mais eficazes fora de casa. Que voltemos a ser eficazes em casa", disse.

Mesmo com o mau momento do Cruzeiro em seus domínios, a torcida não abandonou o time. O clube tem a quarta melhor média de público do Brasileiro, com 20.381 pessoas por jogo. Somente Corinthians (31.010), Palmeiras (30.684) e Internacional (21.191) superam os mineiros em presença média nos estádios.

Retrospecto do Cruzeiro como mandante no Brasileirão:
21/5 – Cruzeiro 2 x 2 Figueirense
28/5 – Cruzeiro 1 x 1 América-MG
5/6 – Cruzeiro 0 x 1 São Paulo
15/6 – Cruzeiro 0 x 1 Flamengo
25/6 – Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras
3/7 – Cruzeiro 2 x 2 Vitória

Ficha técnica
Cruzeiro x Atlético-PR

Motivo: 14ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 11 de julho de 2016 (segunda-feira)
Horário: 20h (de Brasília)
Ábitro: Anderson Daronco (RS/Fifa)
Assistentes: José Eduardo Calza (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Júnior (RS)

Cruzeiro
Fábio; Lucas, Bruno Viana, Bruno Rodrigo e Bryan (Edimar); Henrique, Ariel Cabral, Robinho e Giorgian De Arrascaeta; Rafael Sóbis e Willian.
Técnico: Paulo Bento.

Atlético-PR
Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Hernani e Vinícius; Nikão, Pablo (Walter) e André Lima.
Técnico: Paulo Autuori.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos