Cotação do euro e Libertadores fazem Pratto 'desvalorizar' R$ 30 milhões

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Atlético-MG

    Apesar da 'desvalorização', Lucas Pratto pode render uma boa quantia ao Atlético-MG

    Apesar da 'desvalorização', Lucas Pratto pode render uma boa quantia ao Atlético-MG

Em fevereiro, dias antes de começar a Copa Libertadores, o Atlético-MG recebeu uma proposta pelo atacante Lucas Pratto. Era a última oferta do Hebei Fortune, da China, que já havia feito outras investidas pelo argentino. O valor girava em torno de 16 milhões de euros, aproximadamente R$ 70 milhões. Com o torneio continental batendo à porta e sem tempo para buscar um substituto, a diretoria alvinegra disse não aos chineses.

Cinco meses depois, novamente o Atlético tem em mãos uma proposta por seu camisa 9. Na época, a promessa feita ao jogador é que ele seria negociado nesta janela internacional. Naquele momento o clube precisava de Lucas Pratto para a disputa da Libertadores. Ciente de que dificilmente ficará com seu centroavante no segundo semestre, o Atlético já buscou Fred, no Fluminense. E a proposta por Pratto chegou.

Chongqing Lifan ofereceu 7,5 milhões de euros (equivalente hoje a R$ 27 milhões) pelo atacante. Embora o Atlético não se manifeste sobre valores e nem mesmo sobre a existência de uma oferta, o clube mineiro desejaria receber algo entre 10 e 12 milhões de euros (entre R$ 37 milhões e R$ 43 milhões). Valores abaixo daquela proposta final que chegou ao clube em fevereiro.

Com isso, segurar Lucas Pratto por um semestre pode fazer o Atlético deixar de faturar cerca de R$ 30 milhões. A primeira explicação está nas propostas dos clubes chineses. Se em fevereiro o Hebei Fortune chegou a oferecer 16 milhões, em julho o Chongqing Lifan sinalizou com menos da metade desse valor na primeira oferta.

 

Outro ponto importante que pode fazer o Atlético deixar de ganhar dinheiro com Lucas Pratto é a cotação do euro. Em fevereiro a moeda estrangeira estava acima de R$ 4. No dia 5 de fevereiro, data em que o Atlético disse não a última proposta do Hebei Fortune, o euro estava cotado em R$ 4,34. Na cotação dessa segunda-feira o euro fechou em R$ 3,64.

Um trunfo importante para o Atlético nesta negociação pode ser a pressa do clube chinês. A janela para inscrição de jogadores na China fecha no dia 15. Portanto, o Chongqing Lifan tem somente quatro dias para tentar o acerto com o clube mineiro. Chance de o Atlético conseguir alguns euros a mais, num negócio que já seria vantajoso para o clube.

Comprado em dezembro de 2014, Lucas Pratto custou cerca de R$ 13,5 milhões aos cofres alvinegros. Considerando uma venda de R$ 40 milhões, com o Atlético ficando com 80% do valor – o restante pertence ao Vélez Sarsfield, da Argentina – o clube mineiro teria quase R$ 20 milhões de lucro. Além do retorno técnico dado por Lucas Pratto. Com ele o Atlético foi campeão mineiro em 2015 e vice-campeão brasileiro, além dos importantes gols marcados em duas Copas Libertadores.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos