Moisés até 'agradece' por discussão com Gabigol e suspensão contra o Inter

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras

    Moisés terá nove dias para se recuperar da lesão muscular e encarar o Atlético-MG

    Moisés terá nove dias para se recuperar da lesão muscular e encarar o Atlético-MG

Um dos principais nomes do Palmeiras no Campeonato Brasileiro, Moisés será desfalque neste domingo, data da partida contra o Internacional, válida pela 15ª rodada. O meio-campista recebeu o terceiro cartão amarelo no clássico da última terça contra o Santos. A frustração por estar fora, no entanto, torna-se irrelevante em virtude da situação física do jogador, que até 'agradece' por estar fora do duelo no Beira-Rio.

Pouco depois de levar o cartão amarelo, Moisés sentiu uma lesão na coxa direita ainda no primeiro tempo do clássico regional. Agora, vetado disciplinarmente da partida no Rio Grande do Sul, o volante terá um tempo maior para, enfim, voltar a alcançar a melhor forma física.

A discussão com Gabriel, que rendeu o terceiro cartão a Moisés, é tratada até de 'positiva' pelo meio-campista palmeirense.

"Na minha discussão com o Gabigol, a bola saiu e - não tinha nada a ver - ele soltou o braço para trás, bateu no meu cotovelo. Aí fui perguntar o por que de ele ter feio aquilo. Aí acabou tendo a discussão, e no final foi até bom para mim: estava pendurado, tomei o amarelo, estou suspenso e agora poderei me recuperar tranquilamente", brincou o jogador, durante evento da 888 poker no Allianz Parque.

De olho no calendário, Moisés tem nove dias para se recuperar totalmente da lesão muscular. O jogador conta com a reabilitação rápida para entrar em campo em 24 de julho, contra o Atlético-MG, no Allianz Parque.

"Ainda é cedo para falar se eu vou voltar. Tenho a lesão e estamos tratando, ainda é muito recente. A expectativa é que eu possa estar apto para jogar contra o Atlético-MG, mas não tenho como afirmar isso. Vamos passo a passo para eu voltar 100%, para que não ocorra o que ocorreu de eu entrar e precisar sair no começo do jogo", acrescentou.

A partida contra o Santos, aliás, novamente foi um tema a ser tratado com Moisés. Não apenas Gabigol, mas Lucas Lima teve o nome abordado. O volante palmeirense pede uma postura mais ponderada da dupla, em relação a provocações e declarações antes dos confrontos, e fez uma reflexão.

"Tem momentos que eles se perdem, tanto ele quanto o Lucas Lima, que são jogadores de altíssima qualidade, mas que perdem às vezes o foco e falam coisas sem necessidade naquele momento. Tomara que possam refletir e pensar mais, são jogadores populares, tudo o que falam repercute. É sempre bom tomar cuidado com as palavras para não causar uma má impressão", declarou.

"Eu relevo as provocações, não levo por esse lado, mas tem que ter cuidado. O torcedor começa a ter uma rixa maior, aí depois você não entende o motivo de não poder ter torcida misturada em estádio. Começa um jogador a falar de cá, o torcedor leva pelo outro lado. Ele não fala só por ele, envolve milhões de pessoas. Então é sempre bom ter um cuidado maior", finalizou,

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos