700 vezes Fábio. Ídolo atinge marca rara, mas momento não permite comemorar

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Fábio é o jogador que mais vestiu a camisa do Cruzeiro em toda a história do clube

    Fábio é o jogador que mais vestiu a camisa do Cruzeiro em toda a história do clube

Detentor de oito títulos, além de inúmeras premiações individuais e do recorde de jogador que mais vestiu a camisa celeste em 95 anos do clube. Nenhum atleta do atual plantel tem identificação tão forte com o Cruzeiro quanto o goleiro, capitão e ídolo Fábio. E o camisa 1 indiscutível está mais uma vez prestes a escrever história. Neste domingo, Fábio chegará aos 700 jogos pela equipe mineira. Feito raro para qualquer jogador no mundo da bola, mas que no momento não carece de tanta comemoração. Em mais de dez anos servindo as cores da Raposa, em poucas temporadas o arqueiro viu seu time lutar para se livrar das últimas colocações. Por isso, o duelo contra o Fluminense ganha outra importância e a marca individual torna-se preterida pela necessidade urgente de vitórias.

"Fico feliz por esta marca, mas trocaria fácil uns 100 jogos por dez pontos na tabela. O que quero é o bem do Cruzeiro, este é e sempre foi meu maior pensamento. Agradeço a Deus por todo ensinamento que tive ao longo destes 700 jogos, meu pensamento é sempre estar motivado como se fosse o primeiro, para render ao máximo, passar isso para os companheiros. Mas temos que buscar os três pontos, o pensamento tem de ser apenas este, buscar a vitória, pois estamos precisando recuperar", comentou.

Se o Cruzeiro tivesse mesmo os dez pontos a mais desejados pelo goleiro, a situação seria outra. O clube saltaria nada menos que onze posições, saindo do incômodo 15º lugar para o quarto, no G-4 do Brasileirão. Porém, a realidade castiga Fábio e seus companheiros. Depois da derrota amarga para o Atlético-PR dentro de casa, o Cruzeiro só não está frequentando a zona do rebaixamento por causa dos critérios de desempate, superiores aos do Coritiba e Figueirense.

Se o número de jogos não pode ajudar tanto o Cruzeiro, dentro de campo o goleiro terá um fator a mais para poder acreditar no bom resultado. Depois da boa estreia de Rafael Sóbis, chegou a vez do argentino Ramón Ábila fazer seu primeiro jogo pela equipe. Com fama e histórico de artilheiro, o centroavante é a esperança de gols e nova aposta de Paulo Bento no ataque do Cruzeiro.

FLUMINENSE x CRUZEIRO
Motivo: 15ª rodada, Brasileirão 2016
Data/Hora: 17/07/2016, às 16h
Local: Edson Passos, Mesquita (RJ)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Auxiliares: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Boschillia (PR)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Jonathan, Gum, Henrique e William Matheus; Douglas, Cícero, Marcos Junior e Maranhão; Samuel e Richarlison. Técnico: Levir Culpi.

CRUZEIRO: Fábio; Lucas, Bruno Rodrigo, Bruno Viana e Edimar; Henrique, Ariel Cabral e Bruno Ramires (Rafinha); Rafael Sóbis, Willian e Ábila. Técnico: Paulo Bento.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos