Grêmio leva 4 a 2 do Sport e perde chance de assumir segundo lugar

Do UOL, em Porto Alegre

A defesa derrubou o Grêmio mais uma vez. Neste domingo (17), foi contra o Sport, em Recife, em duelo válido pela 15ª rodada do Brasileirão. Com duas falhas na bola aérea, o time gaúcho perdeu por 4 a 2 na Ilha do Retiro e desperdiçou a chance de voltar a ser vice-líder.

Com a derrota, o Grêmio para nos 27 pontos e vê o Palmeiras abrir cinco pontos de diferença. Com a vitória, o time gaúcho poderia superar o Corinthians (que empatou com o São Paulo e tem 29 pontos) e se isolar como segundo colocado.

Já o Sport chega a 15, quebra a série de três derrotas e pula para o 17º lugar na tabela. Um atrás do Figueirense, primeiro time fora da zona do rebaixamento.

Na próxima rodada, o Sport visita o Cruzeiro e o Grêmio recebe o São Paulo. Os dois jogos serão no domingo, às 16h (Brasília).

Diego Souza aplica a lei do ex em dose dupla

O camisa 87 do Sport marcou duas vezes e aplicou uma lei popular no futebol: a do ex, que sempre balança a rede do antigo clube. Jogador do Grêmio em 2007, Diego Souza fez de cabeça e de pênalti e liderou o time pernambucano na vitória.

Geromel faz dois gols, mas não salva a defesa

Pedro Geromel briga pau a pau com Luan o status de principal jogador do Grêmio. Contra o Sport, o camisa 3 ganhou do meia-atacante. Foram dele os dois gols do time gaúcho. Apesar dos feitos no ataque, o zagueiro não conseguiu estancar os erros da defesa. Pelo ar, cada lance era um terror.

Luan acerta a trave e desliga

O início do jogo deu a impressão de que seria a noite de Luan. O camisa 7 acertou o pé da trave de Magrão com menos de dois minutos, mas parou por aí. Em sua despedida antes de ir para seleção olímpica, o artilheiro do Grêmio no ano passou em branco. Pior: desligou do jogo em vários momentos e foi sacado antes do apito final.

Sport usa a bola aérea e os lados

Dominado no começo do jogo, o Sport conseguiu ainda no primeiro tempo abrir 2 a 0. Graças a sua insistência pelos lados e inteligência para ler e ocupar os espaços dados pelo Grêmio. Serginho e Rithely usaram o expediente padrão do time de Roger para ganhar campo. Na etapa final, os donos da casa recuaram e cederam o empate. Mas quando foi preciso, marcaram mais umas vezes. E sem fazer muita força.

Grêmio joga 10 minutos e depois erra muito

Se o jogo tivesse só 10 minutos, o Grêmio poderia voltar de Recife reclamando de um empate sem gols injusto. Como o duelo teve 90, não. Cheio de erros individuais e com postura muito recuada, o tricolor não mereceu vencer. Além dos quatro gols, levou outros sustos até o fim.

Oswaldo muda ataque e explora espaços

Precisando quebrar a fase ruim, Oswaldo mudou o ataque. Adiantou Edmilson e escalou Rogério por trás da referência. A alteração deixou o Sport mais móvel e capaz de explorar os espaços concedidos pelo Grêmio durante todo o jogo.

Roger faz o simples e demora a mexer

Sem Walace, suspenso, Roger Machado fez o simples e botou Maicon. No ataque, Everton flutuou pelos dois lados e deixou Luan livre como sempre. O começo foi de marcação pressão, mas depois a estratégia foi recuar e esperar espaços.

FICHA TÉCNICA
SPORT X GRÊMIO

Data e hora: 17/07/2016 (domingo), às 18h30 (Brasília)
Local: estádio Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Auxiliares: Fabiano da Silva Ramires (ES) e José Reinaldo Nascimento Junior (DF)
Cartões amarelos: Jailson, Marcelo Oliveira, Ramiro (GRE)
Gols: Serginho, Diego Souza (2x) e Edmilson (SPT); Geromel (2x) (GRE)

SPORT: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Renê; Rithely, Serginho, Diego Souza, Everton Felipe e Rogério (Rodrigo Mancha); Edmilson
Técnico: Oswaldo de Oliveira

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Fred e Marcelo Oliveira; Maicon, Jaílson (Ramiro), Giuliano (Pedro Rocha), Everton e Douglas; Luan (Henrique Almeida)
Técnico: Roger Machado

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos