Protesto no Beira-Rio após nova derrota tem gás de pimenta e ferido

Do UOL, em Porto Alegre

As cinco derrotas seguidas deixaram o clima tenso no estádio Beira-Rio, neste domingo (17). Depois do apito final de Internacional e Palmeiras, pela 15ª rodada do Brasileirão, torcedores protestaram contra jogadores e diretoria.

A Tropa de Choque da Brigada Militar foi chamada e agiu, usando até gás de pimenta. Pelo menos um torcedor ficou ferido, segundo a Rádio Guaíba.

O grupo de protestantes se concentrou no edifício-garagem, contíguo ao estádio. Uma passarela liga o Beira-Rio ao estacionamento e por ali passam os atletas. Com palavras de ordem e xingamentos, os torcedores se concentraram.

Seguranças do Internacional tentaram criar um cordão de isolamento, mas sem sucesso. Diante disso, o clube chamou a polícia. A Tropa de Choque entrou em ação com escudos, cassetetes e gás de pimenta.

A assessoria de imprensa do clube informou que, por conta dos protestos, foi adotado protocolo de segurança diferente: saída em grupo do elenco para o estacionamento. Com a medida, nenhum atleta passou pela zona mista e apenas Paulo Roberto Falcão e o vice de futebol, Carlos Pellegrini, se manifestaram.

Derrotado por 1 a 0 pelo Palmeiras, o Inter chegou a sete partidas sem vitória. Com um ponto conquistado dentre os 21 disputados, o time gaúcho despencou na tabela.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos