Falcão conta com a sorte no Inter e realiza desejo cinco anos depois

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Divulgação SC Internacional

    Falcão queria contratar goleiros em 2011 e não conseguiu. Inter buscou dois neste ano

    Falcão queria contratar goleiros em 2011 e não conseguiu. Inter buscou dois neste ano

O Paulo Roberto Falcão que treinou o Internacional em 2011 conseguiu ser atendido em 2016. É que já na segunda passagem pelo cargo de treinador do Colorado, há cinco anos, o ex-volante havia pedido mudança entre os goleiros à disposição no Beira-Rio. Na época, não deu. Agora, a sorte ajudou.

Cinco anos atrás, Falcão chegou a indicar Jefferson, do Botafogo, aos dirigentes. Ouviu 'não', a reunião onde ocorreu esta negativa foi apontada à época como um dos motivos de desavença do treinador com alguns dirigentes, e seguiu com Muriel. Em 2016, ele foi apenas informado que o Inter estava perto de fechar com outro goleiro.

O 'Rei de Roma' aceitou proposta na quarta-feira, no dia seguinte o Inter concluiu negócio com Bahia e contratou Marcelo Lomba. Muriel, alçado ao time titular em 2011 pelas mãos de Falcão, foi para Salvador na sexta-feira. No sábado, Lomba foi apresentado e no domingo fez a estreia diante do Palmeiras.

Por mais que Paulo Roberto Falcão e Lomba tenham trabalhados juntos no Bahia, em 2012, todos os envolvidos no negócio são enfáticos: o goleiro não foi uma indicação do treinador.

Apesar de não ter envolvimento com a chegada de outro novo camisa um, Falcão tem motivos para comemorar. Além de Lomba, outro conhecido está no Beira-Rio: Danilo Fernandes.

Danilo foi o escolhido pelo Internacional para substituir Alisson, vendido para Roma-ITA. No domingo, contra a Ponte Preta, Marcelo Lomba será titular.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos