Ledesma quase rachou elenco e agora causa penhora de bilheteria do Santos

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação/Santos FC

    Volante argentino Ledesma só jogou quatro jogos pelo Santos, nenhum como titular

    Volante argentino Ledesma só jogou quatro jogos pelo Santos, nenhum como titular

O volante Ledesma, contratado pelo Santos na temporada passada e dispensado antes do término de seu contrato, causou problemas em sua passagem na Vila Belmiro. Ignorado pelo técnico Dorival Júnior, o argentino só atuou em quatro partidas, nenhuma como titular.

Se não bastasse, o seu salário de R$ 180 mil por mês gerou ciúmes em outros jogadores, principalmente entre os líderes do time, e quase causou 'racha' no elenco santista. Agora, mesmo fora do clube, Ledesma volta a causar problemas.

Desta vez, por causa de seu empresário, o italiano Lodovico Spinosi, que cobra cerca de R$ 316 mil do clube paulista pela intermediação da transferência de Ledesma ao próprio Santos. Por conta da cobrança, a Justiça determinou a penhora da bilheteria do jogo entre Santos e Cruzeiro, neste domingo, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro, válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Na Vila Belmiro, o Santos evita falar sobre o assunto Ledesma. "O Santos FC não irá se pronunciar sobre o caso", enviou nota oficial a assessoria do clube ao UOL Esporte.

Quando esteve no Santos, Ledesma, por um período, chegou a ganhar mais que Ricardo Oliveira, artilheiro e capitão do time. No meio do ano passado, por exemplo, o argentino ganhava R$ 180 mil e o atacante R$ 150 mil. Meses depois, o camisa 9 recebeu aumentos salarial, superando o reforço que quase não jogou pelo clube.

O elenco santista possuía um bom relacionamento com Ledesma, mas alguns atletas não deixaram de fazer a reclamação aos dirigentes santistas em relação ao ordenado.

Ledesma chegou ao Santos com percentual de gordura alto, acima do peso. O atleta foi contratado sob desconfiança, pois só havia atuado em 13 dos 38 jogos da Lazio no Campeonato Italiano.

Ledesma deixou o Boca Juniors, da Argentina, ainda nas categorias de base e se transferiu para o Lecce, da Itália. Depois, ele foi negociado para a Lazio, onde foi capitão e disputou nove temporadas. Pela seleção italiana, o volante só disputou amistosos antes da Copa do Mundo de 2010, mas não foi convocado para o Mundial.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos