Gol contra de ex-Palmeiras coloca o Santos na briga pelo topo do Brasileiro

Do UOL, em São Paulo

Em boa fase, o Santos aproveitou o apoio de sua torcida e superou o Cruzeiro por 2 a 0, neste domingo, na Vila Belmiro. Após Vitor Bueno abrir o placar, o lateral Lucas, ex-Palmeiras, fez uma lambança e marcou um gol contra. 

Com a vitória, o Santos vai aos 32 pontos e chega à segunda colocação. O Cruzeiro, agora comandado por Mano Menezes, segue em crise. O time mineiro tem 15 pontos e ocupa a 19ª posição na tabela. 

O Santos não sofre uma derrota desde o dia 29 de junho, quando caiu diante do Grêmio em Porto Alegre. Desde então, considerando os dois jogos contra o Gama na Copa do Brasil, vem em uma sequência de sete jogos sem perder. 

Na quarta-feira, às 21h45, o Santos vai a Cuiabá para enfrentar o Flamengo. A diretoria alvinegra negociou o mando de campo com um grupo de empresários e não jogará na Vila Belmiro. Na quinta, às 21h, o Cruzeiro recebe o Internacional no Independência. 

Quem foi bem: Vitor Bueno tira o Santos do sufoco

Vitor Bueno é cada vez mais decisivo para o Santos. Neste domingo, ele balançou as redes em um momento complicado do jogo e chegou a oito gols no Campeonato Brasileiro – é o artilheiro da equipe. Acostumado a invadir a área, o meia vai bem nas finalizações e transformou-se em protagonista no time de Dorival Júnior. O jovem ainda mostrou boa movimentação, trocando de posição com Copete ao longo da partida.

Apagado, Vecchio faz o santista sentir falta de Lucas Lima

Apresentado no mês passado, o argentino não conseguiu articular as jogadas de ataque e fez o torcedor sentir falta de Lucas Lima. Sem a mesma movimentação do camisa 20, Vecchio apareceu pouco para os companheiros de meio-campo e teve atuação discreta. Com a apatia do meia, o Santos fugiu de sua proposta de jogo e apostou em lançamentos para o ataque. No intervalo, Dorival optou por sacar o jogador e promoveu a entrada de Jean Mota, autor do gol do terceiro gol do triunfo diante do Vitória, na rodada anterior.

Irreconhecível, Santos aposta em lançamentos e vai mal no 1º tempo

Sem Lucas Lima, ausente por um edema muscular na coxa esquerda, o Santos não conseguia impor seu ritmo habitual na Vila Belmiro. Com muitos erros de passes, os jogadores alvinegros  estiveram longe de apresentar o futebol de toque de bola que marca a segunda passagem de Dorival Júnior pelo clube.

Agressivo, o Cruzeiro teve momentos de superioridade no primeiro tempo. Mano Menezes orientou que seus atletas marcassem a saída de bola, estratégia que atrapalhou os jogadores da defesa do Santos.

Enquanto o time mineiro levava perigo em suas triangulações, o Santos não tinha sucesso nos lançamentos e nas bolas esticadas para Ricardo Oliveira.

Lambança de Vanderlei assusta a torcida do Santos

Uma falha de Vanderlei quase fez o Cruzeiro abrir o placar aos 17 minutos do primeiro tempo. O goleiro santista recebeu recuo de Caju, se atrapalhou com a bola e foi desarmado por Willian dentro da área. O atacante cruzeirense, sem ângulo, chutou para fora.

Santos cresce de produção e chega ao gol no 2º tempo

Com Jean Mota no lugar de Vecchio, o Santos recuperou seu estilo de jogo baseado nas trocas de passes. Foi dessa forma que a equipe da casa abriu o placar. Aos 16 da etapa final, Yuri tocou para Caju, que encontrou Vitor Bueno entre os zagueiros do Cruzeiro. Cara a cara com Fábio, o meia santista não desperdiçou a ótima assistência do lateral e deslocou o goleiro celeste. 

Erro de Lucas deixa o Santos confortável no jogo

O Santos continuou pressionando o Cruzeiro e, doze minutos depois do gol de Vitor Bueno, ampliou o placar. Victor Ferraz cruzou do lado direito e, dentro da área, o lateral cruzeirense Lucas errou ao tentar afastar e desviou para as redes. 
 

A volta do "Messias" à Vila

Ídolo da torcida do Santos, o ex-meia Giovanni esteve na Vila Belmiro com Giulianno, seu filho, para acompanhar a partida contra o Cruzeiro. O "Messias", apelido que ganhou dos torcedores em sua primeira passagem pelo clube, fez história no clube paulista ao comandar o Peixe na campanha do vice-campeonato brasileiro em 1995.

Giovanni ficou marcado por uma atuação épica na vitória por 5 a 2 contra o Fluminense, na semifinal do Brasileiro daquela temporada. Em 138 partidas pelo Alvinegro, fez 73 gols.

 

FICHA TÉCNICA

SANTOS 2 X 0 CRUZEIRO

Data e hora: 31/07/2016 – Domingo, às 16h

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Árbitro: Wagner Reway

Assistentes: Fábio Rodrigo Rubinho e Eduardo Goncalves da Cruz

Cartões amarelos: Ricardo Oliveira (Santos); Willian (Cruzeiro)

Público: 13.830 pagantes

Renda: R$ 421.520,00

Gols: Vitor Bueno (16'/2º T); Lucas (contra, 28'/2º T)

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique, Caju; Yuri (Rafael Longuine), Renato, Vecchio (Jean Mota), Vitor Bueno; Copete (Joel) e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior

Cruzeiro: Fábio; Lucas, Manoel, Bruno Rodrigo, Edimar; Ariel Cabral, Bruno Ramires, Robinho, Arrascaeta (Ábila); Willian e Rafael Sobis (Rafinha). Técnico: Mano Menezes

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos