Mano volta com derrota e espera dificuldades: "é preciso passar por etapas"

Do UOL, em Belo Horizonte

Em 2015, contratado para evitar que o Cruzeiro lutasse contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, o técnico Mano Menezes conseguiu e com sobras. Terminou a competição sonhando com uma vaga na Copa Libertadores, o que não aconteceu. Em 2016, após sete meses fora do clube, Mano retornou com a mesma missão: lutar contra o rebaixamento.

Se no ano passado foram somente duas derrotas em 16 partidas, o treinador acabou derrotado na reestreia no comando da equipe celeste. Resultado justo, na opinião de Mano, que viu o Santos melhor e mais organizado do que o Cruzeiro. Com o revés na Vila Belmiro, a equipe mineira segue entre os últimos colocados do Brasileirão.

Sair logo lá de baixo é o grande desejo da torcida, mas Mano Menezes faz um alerta. Vai ser preciso passar por algumas etapas, até que o time comece a jogar o que se espera.

"A gente que não acredita em milagres sabe que é preciso passar por algumas etapas, para a equipe jogar um futebol como foi em determinados momentos, em poucos momentos. Estou falando isso na parte ofensiva. E já melhorou, na minha opinião, em termos de posicionamento defensivo. Esteve mais estável, sofreu pouco num lugar que é muito difícil jogar e o Santos impõe quando joga aqui", disse o treinador do Cruzeiro, que viu uma equipe oscilando bastante em campo.

"Mas precisamos manter rendimento físico por mais tempo dentro do jogo. Tudo isso precisa acontecer para encarreirar resultados positivos. Até poderia acontecer hoje, pois teve chances, mas o Santos foi melhor, pois tem uma equipe entrosada, produzindo mais, enquanto o Cruzeiro ainda oscila muito".

O próximo compromisso do Cruzeiro é contra o Inter, no Independência, já que o Mineirão está entregue para o Comitê Olímpico Internacional. Já no duelo com os gaúchos, na quinta-feira, o treinador espera alguma evolução da equipe. E é na qualidade do trabalho a aposta de Mano Menezes para tirar o Cruzeiro da zona do rebaixamento.

"Temos que ir ajustando, repetir trabalhos. Mas a dedicação dos jogadores foi boa, assim como a assimilação do trabalho, pelo curto tempo que tivemos. Nós vamos solidificar uma ideia e estabelecer melhor".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos