Botafogo cresce com nova arena, mas já terá que se despedir dela

Do UOL, em São Paulo

Até receber o aval para estrear a Arena Botafogo no clássico diante do Flamengo, o Alvinegro mandou seus jogos pelo Campeonato Brasileiro em Volta Redonda, Juiz de Fora e Brasília. O desgaste provocado pelas constantes viagens e a falta de identificação com os estádios eram citados com frequência por Ricardo Gomes e seus atletas na hora de explicar os maus resultados na competição.

Nos três jogos que disputou em sua arena, o Botafogo venceu Palmeiras e Bragantino, arrancou um empate na raça contra o Flamengo e vinha buscando uma reaproximação com seu torcedor. O bom retrospecto na nova casa, aliado ao fator "caldeirão" do estádio, é um trunfo dos atletas alvinegros na tentativa de fugir da zona do rebaixamento.

O Botafogo, entretanto, terá que esperar pouco mais de um mês para voltar à sua arena, na qual investiu R$ 5 milhões em reformas. A partida contra o Grêmio, pela 19ª rodada, foi transferida para o dia 4 de setembro por conta da impossibilidade de clubes cariocas jogarem no Rio de Janeiro durante o período da Olimpíada. O duelo contra o Sport estava agendado inicialmente para 20 de agosto, mas agora não tem local e data definidos.

Após uma série de públicos pífios no primeiro semestre, Ricardo Gomes celebrou a presença da torcida na vitória contra o Palmeiras e minimizou o período em que o Botafogo ficará sem atuar na Ilha do Governador. 8.477 torcedores acompanharam de perto o jogo contra a equipe paulista.

"Só o fato de poder retornar já dá um certo alívio. Nós não tínhamos perspectivas e agora temos. A torcida apoiou. É importante para o jogo e para o Botafogo. Esse tempo que vamos ficar sem poder atuar aqui dá para passar bem. Vale só o fato de você saber que vai ter uma casa. Pelo visto, a torcida gostou bastante", disse o técnico.

Diogo Barbosa valorizou o apoio do torcedor alvinegro, sobretudo na segunda etapa do jogo deste domingo, quando o Palmeiras descontou com um gol de Erik e ameaçou a vitória do Botafogo.

"Quando o jogo está difícil, a torcida nos incendeia e dá um gás a mais", contou.

Neilton, protagonista do duelo contra o ex-líder do campeonato com dois gols, seguiu o mesmo discurso do companheiro: "Temos que pensar daqui para frente, sempre buscando sair com a vitória e em subir na tabela. Agora que temos a nossa casa, a torcida está vindo". 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos