CBF cria comissão para avaliar árbitros e promete prêmio de R$ 500 mil

Do UOL, em São Paulo

  • Clelio Tomaz/AGIF

    Outra medida tomada pela CBF é definir trios fixos de arbitragem para os jogos

    Outra medida tomada pela CBF é definir trios fixos de arbitragem para os jogos

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou nesta segunda-feira a formação de uma comissão independente para avaliar os árbitros e auxiliares que trabalham nos jogos das Séries A e B do Campeonato Brasileiro. Ao final da temporada, os três melhores trios de arbitragem serão premiados com valores em dinheiro, totalizando R$ 500 mil em bonificações.

Essa comissão definirá notas conforme a atuação dos juízes e seus auxiliares nos 20 jogos de cada rodada (10 pela primeira divisão e 10 pela segunda). O português Vitor Pereira, que esteve presente em duas Copas do Mundo, comandará esse grupo independente de avaliadores do apito e terá como parceiros os ex-árbitros brasileiros José Roberto Wright e Cláudio Vinícius Cerdeira.

"Queremos um grupo que analise os problemas de forma independente, avaliando e apontando soluções, aplicando medidas corretivas e, ao mesmo tempo, premiando aqueles que têm um bom desempenho", declarou o Secretário-Geral da CBF, Walter Feldman, em entrevista ao site oficial da entidade.

A comissão de ex-árbitros também terá como função definir sanções a quem cometer erros nas partidas e estabelecer "um programa de reciclagem junto à Escola Nacional de Árbitros de Futebol (ENAF)", informa a CBF. 

Outra medida é a adoção de trios fixos de arbitragem a partir da próxima rodada das Séries A e B. A confederação informa que o árbitro e seus auxiliares atuarão juntos sempre que possível, a não ser que alguém seja afastado por cometer erros.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos