Luta contra o rebaixamento é uma realidade, diz goleiro do Inter

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

O Internacional não para de cair na tabela do Brasileirão, mas segue sem falar em rebaixamento. Sem declarar, abertamente, que passou a lutar contra a degola. A estratégia do clube visa dar respaldo aos jogadores, sem criar pressão extra diante da sequência de jogos sem vencer. O principal ponto citado depois da 17ª rodada foi injetar ânimo e confiança no time.

Com apenas dois pontos conquistados em 27 disputados, na incrível série de nove partidas sem vitória, o Inter está três pontos acima da degola.

"A gente não quer nem pensar nisso (luta contra o rebaixamento), apesar de ser uma realidade", disse Marcelo Lomba minutos após a derrota para o Corinthians, a quarta seguida dentro do Beira-Rio.

Nos microfones, a alta cúpula do Internacional até esbanja desdém com o risco de ingressar na zona do rebaixamento. A entrada pode ocorrer em duas rodadas (quando o time encara Cruzeiro, fora de casa, e Fluminense, em Porto Alegre).

"Não, não, não. Essa palavra não entra aqui", respondeu Vitorio Piffero, presidente e agora vice de futebol interino, quando questionado sobre rebaixamento. "Temos que passar ao grupo um pouco de calma, para ter naturalidade. A bola queima nessa hora e temos que administrar isso", afirmou Paulo Roberto Falcão, treinador do time.

De acordo com o site Chance de Gol, o Inter tem 3,8% de chance de ser rebaixado. Em 17 partidas, o clube gaúcho conseguiu seis vitórias, três empates e oito derrotas.

Dono de 21 pontos, o Internacional volta a treinar nesta segunda-feira. Na quinta, o time visita o Cruzeiro. No domingo, recebe o Fluminense e fecha o turno. A meta é conseguir pelo menos 25 pontos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos