Zagueiro do Santos cita freguesia de Guerrero: "boas lembranças do 5 a 1"

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • CÉLIO MESSIAS/ESTADÃO CONTEÚDO

    Guerrero sempre 'passa em branco' quando é marcado pelo jovem Gustavo Henrique

    Guerrero sempre 'passa em branco' quando é marcado pelo jovem Gustavo Henrique

O zagueiro Gustavo Henrique está empolgado com a fase do Santos, que assumiu a vice-liderança do Campeonato Brasileiro após vencer o Cruzeiro no último domingo, na Vila Belmiro. Agora, o defensor está confiante que pode anular o atacante Paolo Guerrero e, assim, ajudar a equipe santista a vencer o Flamengo nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Arena Pantanal, em Cuiabá, em jogo válido pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Gustavo Henrique, inclusive, citou o retrospecto positivo contra o artilheiro do Flamengo. O zagueiro santista ressalta que o peruano nunca marcou gols quando foi marcado por ele. Em um dos duelos contra Guerrero, o defensor lembrou a goleada do Santos diante do Corinthians por 5 a 1, em 2014, na Vila Belmiro.

"Guerrero é um grande jogador, muito forte. Tenho boas lembranças do 5 a 1. O marquei no Maracanã e foi 2 a 2 e um 0 a 0 na Vila. Dá muito trabalho, bom fisicamente, espero estar em um grande dia para anular ele. Não (nunca fez gols). Histórico bom. Pessoal do Santos até brinca que ele não tocou na bola, que ficou no bolso. Mas brincadeira à parte, fico feliz pela marca e espero manter ainda mais", afirmou Gustavo Henrique.

O zagueiro trata o duelo contra o Flamengo como uma 'decisão', já que o clube carioca está a dois pontos do Santos na classificação. No entanto, Gustavo Henrique lamentou o fato de o jogo não ocorrer na Vila Belmiro, já que a diretoria santista vendeu o mando de jogo para a Arena Pantanal.

"Como se fosse uma final. A gente entende a diretoria, felizmente eles conseguiram colocar salário em dia da diretoria passada, que não cumpriu muito bem e teve que vender mandos de jogos. Entendemos, mas ficamos chateados porque é concorrente direto e força da Vila é muito grande. Mas temos que ir lá e buscar a vitória de qualquer jeito e contamos com o torcedor lá também", disse.

O jogo ocorreria na Vila, mas a diretoria transferiu para a Arena Pantanal, em Cuiabá. A mudança ocorreu por causa de um dívida da diretoria santista com uma empresa, que comprou em 2015 um pacote de três jogos do clube.

No entanto, o Santos ainda deve o mando de um jogo, pois quando brigava pelo G4 do Brasileirão no ano passado, a diretoria solicitou que a partida contra o próprio Flamengo fosse mantida para a Vila Belmiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos