Atlético-PR vence com dois gols de Walter e tira Corinthians da liderança

Do UOL, em São Paulo

A noite desta quarta-feira na Arena da Baixada foi de Walter. Com dois gols, o atacante decidiu a partida desta 18ª rodada, garantiu a vitória de 2 a 0 do Atlético-PR sobre o Corinthians e, assim, tirou o adversário da liderança do Brasileiro. Ao menos por enquanto, o primeiro lugar fica com o Santos, que empatou por 0 a 0 com o Flamengo na Arena Pantanal.

Com o resultado, o Corinthians estaciona nos 33 pontos e acaba ultrapassado pelo novo líder Santos por conta do saldo de gols (16 a 13). O time da Vila Belmiro, porém, pode perder a ponta caso Palmeiras (32) ou Grêmio (31) vençam suas partidas nesta quinta-feira. Já o Atlético-PR chega a 30 pontos, assume o sexto lugar e fica a apenas um do quarto colocado Grêmio, que ainda joga nesta quinta.

Os times agora voltam a campo pela 19ª rodada (e última do primeiro turno) em dias distintos. O Atlético-PR visita o Flamengo já no sábado, no estádio Kleber Andrade, às 18h30. O Corinthians, por sua vez, volta aos gramados só na segunda-feira, quando recebe o Cruzeiro no estádio do Pacaembu – já que a Arena Corinthians está cedida ao COI para as Olimpíadas.

Walter enfim marca na Arena em 2016 e decide jogo

Jason Silva/AGIF

Com um ótimo papel de pivô e lances de efeito, com domínios impressionantes vindos de longas bolas da defesa, Walter já vinha sendo um dos destaques do Atlético-PR na partida. Mas, além disso, o agora camisa 19 decidiu o jogo com dois gols. O atacante, que já tinha marcado três gols na temporada, ainda não havia balançado as redes na Arena da Baixada nesta temporada de 2016.

Lucca ganha chance como titular, mas decepciona

Fora dos últimos cinco jogos do Corinthians, Lucca voltou a ser utilizado na noite desta quarta-feira. Foi o primeiro jogo do atacante como titular na Era Cristóvão Borges. Mas ele não convenceu. Correu, lutou, mas produziu pouco e, quando finalizou, não teve sucesso. Foi substituído na metade do segundo tempo.

Substituto de Weverton, Santos surpreende positivamente

Bastante seguro nas finalizações corintianas e nos cruzamentos para área, Santos surpreendeu principalmente jogando com os pés. Assim como o titular Weverton, que está com a seleção olímpica, Santos foi bastante utilizado no setor defensivo e até levantou a torcida ao cortar o atacante Romero em uma bola que lhe foi recuada. Fez ainda no segundo tempo um milagre espetacular em finalização à queima-roupa de Romero, da pequena área.

Marquinhos Gabriel sai machucado. Guilherme ganha chance

Marquinhos Gabriel levou uma pancada de Léo logo no início do jogo e, com dores, deixou o campo aos 28min do primeiro tempo. Com isso, Guilherme teve mais uma oportunidade de mostrar serviço. Criou algumas boas jogadas, mas dificilmente o suficiente para convencer Cristóvão a ganhar uma das vagas de titular do Corinthians.

Atlético-PR mantém padrão. Corinthians cria pouco

O Atlético-PR conseguiu, mesmo diante do líder Corinthians, fazer o que vinha fazendo em seus últimos jogos: muita troca de bola, viradas de jogo e lançamentos em profundidade na hora certa. Especialmente no primeiro tempo. Foi desta forma que finalizou, por diversas vezes, ao gol de Cássio. Na etapa final, o time alvinegro até melhorou e evitou os constantes ataques dos anfitriões, mas a precisão de Walter definiu o jogo.

Marlone faz sua estreia com Cristóvão Borges

Envolvido em negociações com outros clubes por não ser aproveitado por Cristóvão Borges, Marlone enfim fez a sua estreia com o técnico. Fora das últimas dez partidas do Corinthians, ele foi a campo aos 26min do segundo tempo e assim fez apenas o seu quinto jogo no Campeonato Brasileiro.

Falta de educação na Arena. De novo

O banco do Corinthians foi alvo de cusparada de alguns torcedores do Atlético-PR no início da partida. O goleiro reserva Walter inclusive pediu a ajuda de um orientador da Arena para tentar acabar com a atitude dos aficionados. Vale lembrar que, contra o Santos, torcedores do Atlético-PR cuspiram no goleiro Vanderlei. O clube foi punido apenas com uma multa.

A magia da camisa 19. Walter troca de número e desencanta

Antes do jogo contra o Fluminense, Walter resolveu, sem revelar o real motivo, trocar a camisa 18 pela 19. E deu certo. Nos três jogos que fez até aqui, já deu uma assistência e marcou três gols.

Cristóvão reencontra ex-clube

Técnico do Atlético-PR entre outubro de 2015 e março de 2016, Cristóvão Borges reencontrou nesta quarta-feira o último clube em que trabalhou antes de assumir o Corinthians.

Opinião do blogueiro

Juca Kfouri elogiou Walter e também o goleiro Santos, que fez milagre em finalização à queima-roupa de Romero, quando o jogo ainda estava 0 a 0. "Pelo menos por um dia, quem dá bola é o Santos, graças a Walter e a… Santos, o goleiro do Furacão", disse o blogueiro. Leia mais

ATLÉTICO-PR 2 X 0 CORINTHIANS

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 03/08/2016 (quarta-feira)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa- RS)
Assistentes: Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS) e Lúcio Beiersdorf Flor (RS)
Público: 25.379 pagantes
Renda: R$ 965.945,00
Cartões amarelos: Léo, Paulo André e Lucas Fernandes (Atlético-PR)
Gols: Walter, aos 31 e aos 42min do segundo tempo

ATLÉTICO-PR
Santos; Léo (Rafael Galhardo), Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Otávio, Hernani e Vinícius (Rossetto); Marcos Guilherme (Lucas Fernandes), Pablo e Walter
Técnico: Paulo Autuori

CORINTHIANS
Cássio; Fagner, Yago, Balbuena e Uendel; Bruno Henrique (Luciano), Elias, Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel (Guilherme); Romero e Lucca (Marlone)
Técnico: Cristóvão Borges

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos