Líder em expulsões no Brasileiro, Grêmio luta contra 'nervosismo' em campo

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

    Roger Machado alerta contra nervosismo dos jogadores do Grêmio após expulsões

    Roger Machado alerta contra nervosismo dos jogadores do Grêmio após expulsões

A expulsão de Edílson prejudicou o Grêmio e o empate com o América-MG inviabilizou a liderança na classificação. E o vermelho recebido colocou o time azul, branco e preto no topo de outra tabela: a de expulsões. Com cinco no Brasileiro, a meta é controlar o temperamento dos atletas. 

"Prejudicou, sim. Foi uma jogada forte e que o árbitro, ao meu ver, acertou", disse o técnico Roger Machado depois do jogo, sem esconder o descontentamento sobre o lance. 
 
Ecoa nos corredores do CT Luiz Carvalho as repetidas reclamações pelo número de expulsões ao longo do torneio. Foi a quarta vez que o Tricolor terminou com 10 jogadores uma partida, e em todas teve maus resultados. 
 
Ramiro é o dono do maior número de cartões vermelhos no elenco. Recebeu a metade dos do time. Foram duas expulsões, a primeira contra o Atlético-PR, e o Grêmio foi derrotado, e a segunda diante do Fluminense, com empate no Rio de Janeiro. 
 
Em Porto Alegre, o vermelho recebido por Bressan contra o Vitória foi o último ato dele no clube. Fez pênalti, o Grêmio perdeu e ele acabou negociado com o Peñarol. Lincoln também foi expulso em um jogo na Arena - ele recebeu o vermelho na vitória sobre a Ponte Preta.
 
Por fim, quando a liderança do torneio poderia estar nas mãos dos gaúchos, Edílson levou cartão vermelho e o empate com o América-MG deixou o time em segundo. 
 
"Não ficamos frustrados pelo fato de não conseguir vencer um time que está em último, mas pelo fato de que vencer nos faria assumir a primeira colocação. Foi isso que nos frustrou. O adversário nos impôs dificuldades, criou bastante, e pela circunstância, um ponto pode até ser importante para o campeonato. Mas para alcançar a ponta, não foi o suficiente. É frisar que precisamos estar atentos ao próximo compromisso. Vamos fazer o dever de casa, onde somos muito fortes", completou Roger. 
 
Com portas fechadas, o comandante repetiu cobrança na reapresentação do grupo, terça-feira. Terminar com 11 jogadores contra o Santa Cruz é obrigação. E de preferência completando com resultado positivo. 
 
O time será definido no trabalho desta quarta. Wallace Oliveira ocupará a lateral direita. O duelo da rodada 18 está marcado para quinta-feira às 19h30 (horário de Brasília), em Porto Alegre. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos