Roger admite frustração e cobra eficiência após Grêmio empatar em casa

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

Roger Machado não escondeu. O empate com o Santa Cruz, em Porto Alegre, foi frustrante. Assim como o zero a zero com o América-MG no final de semana. Depois de ver o Grêmio desperdiçar a segunda chance seguida de ser líder do Brasileirão, o treinador citou os desfalques e falou dos impactos no rendimento do time.

"É frustrante, em dois momentos poderíamos ter uma posição melhor e não conseguimos. Isso sim. A gente tem que sempre fomentar, o grupo é jovem. A justificativa foi o jogo ruim", disse Roger após o jogo com o time de Recife.

Sem Walace e Luan mais uma vez, por conta da seleção olímpica, o Grêmio teve enorme dificuldade para criar chances. E quando criou, parou na trave. Com Bolãnos, em cobrança de falta, e Douglas cabeceando após cruzamento de Guilherme.

"O que me frustra é dentro de casa não conseguir os três pontos. Não classifico o confronto por ser contra times do rebaixamento ou não. Foi um jogo equilibrado, com propostas bem distintas. O nosso primeiro tempo não foi bom. No segundo tempo tivemos intensidade. A frustração fica por conta do conjunto de 90 minutos. Um jogo abaixo na maior parte do tempo. Se tivéssemos eficiência, poderíamos ter vencido. O fato de jogar contra um time da parte debaixo da tabela não responde pelo insucesso. A qualidade do nosso jogo não foi boa", analisou o treinador.

Com o empate, o Grêmio chega aos 32 pontos e fica em quarto lugar na tabela do Brasileirão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos