Bauza promete ajudar de longe e torce por novas contratações

Do UOL, em São Paulo

O São Paulo que Edgardo Bauza deixou para realizar seu sonho de comandar a seleção argentina está na décima posição do Campeonato Brasileiro e teve um aproveitamento de 44,4% sob seu comando. Mas o técnico sai com a convicção de que a equipe evoluiu, está em um "nível próximo" dos times que disputam a liderança e precisa de apenas reforços pontuais para alçar voos mais altos.

Após a derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG no Morumbi, que selou o fim da passagem de Bauza pelo clube, o treinador inclusive se comprometeu a continuar ajudando, mesmo de longe, para que a diretoria tricolor consiga reforçar o elenco.

"Saio, mas sigo trabalhando para que cheguem jogadores de hierarquia aqui", disse. "Sei que a diretoria está buscando, e se os nomes que eles procuram chegarem, vão ficar muito bem. Aproveitando a base que têm, pode vir a ser um time com mais chances".

"Hoje [quinta] jogamos com um time que pode ser campeão [Atlético-MG] e não houve tanta diferença. O que quero dizer com isso é: não estamos longe. Foram sete partidas com times alternativos por causa da Libertadores e nos prejudicamos. Se contratarem o que pensam, vão voltar a esse nível", insistiu Patón.

Bauza se soma agora a uma extensa lista recente de perdas do São Paulo. Calleri saiu após o fim de seu contrato, Ganso foi vendido para o Sevilla, Alan Kardec foi para a China, Rogério para o Sport, e Ytalo, lesionado, só volta a jogar em 2017.

"Saíram Ganso e Calleri. Pense quantos gols saíram com eles? Os suplentes imediatos deles também saíram, Kardec e Rogério. Ytalo chegou e teve uma lesão até o fim do ano. A diretoria está trabalhando muito para compensar isso, mas não é fácil. Os que saíram foram fundamentais", afirmou Bauza.

O próximo desafio no clube é se reinventar sem o treinador para sair do incômodo meio de tabela do Brasileirão. Para isso, contará com reforços que já dão uma nova cara ao São Paulo pós-Libertadores, como Cueva, Chávez e Buffarini, e o técnico do time sub-20, André Jardine, que assume interinamente. O primeiro capítulo da vida sem Bauza acontece no próximo domingo (7), contra o Santa Cruz.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos