Não vale nada? Por que ser campeão do 1º turno pode valer muito

Do UOL, em São Paulo

  • Jéssica Santana/Estadão Conteúdo

    Santos ocupa a liderança do Brasileiro com 33 pontos, 10 vitórias e 16 gols de saldo

    Santos ocupa a liderança do Brasileiro com 33 pontos, 10 vitórias e 16 gols de saldo

Para muitos, a conquista do primeiro turno pode parecer algo apenas simbólico. Mas a história do Campeonato Brasileiro de pontos corridos mostra que o time que termina a primeira metade da competição na ponta da tabela geralmente se dá muito bem no final e fica com a taça.

Dos 13 torneios disputados no novo formato desde 2003, dez deles consagraram campeões os times que terminaram o primeiro turno na ponta. Foi assim com Cruzeiro (2003, 2013 e 2014), Santos (2004), Corinthians (2005, 2011 e 2015), São Paulo (2006 e 2007) e Fluminense (2010).

Em apenas três anos o líder do primeiro turno acabou deixando a taça escapar ao final do campeonato. Em 2008, o Grêmio acabou a 19ª rodada no primeiro lugar, mas foi o São Paulo quem faturou o título. No ano seguinte, foi a vez de o Inter 'deixar' o título com o Flamengo, enquanto em 2012 o Flu levantou a taça depois de o Atlético-MG vencer o primeiro turno.

Na atual temporada, alguns times brigam pelo (simbólico ou não) título do primeiro turno, sendo que a briga nunca esteve tão acirrada no Campeonato Brasileiro. Santos, Palmeiras e Corinthians, todos com 33 pontos, Flamengo, com 32, e Atlético-MG, com 31, têm chances. O Grêmio, com 32, também está na briga, mas o time só fará o jogo da 19ª rodada em setembro. Já o Atlético-PR, com 30 pontos e apenas três gols de saldo, precisaria de um milagre para acabar na ponta.

Dentre os cinco times com mais chances, Palmeiras e Flamengo levariam o título do primeiro turno pela primeira vez, enquanto Santos, Corinthians e Atlético-MG já tiveram este gostinho.

Veja os jogos de quem ainda pode terminar o turno na liderança:

Sábado
Flamengo x Atlético-PR (18h30)

Domingo
América-MG x Santos (11h)
Palmeiras x Vitória (16h)

Segunda-feira
Atlético-MG x Chapecoense (20h)
Corinthians x Cruzeiro (21h)

4 de setembro (domingo)

Botafogo x Grêmio (18h30)

E o G-4?

A cena se repete (mas com menos intensidade) quando a história é o G-4. Geralmente, quem termina o primeiro turno dentro do grupo dos quatro primeiros colocados permanece dentro dele ao final do Nacional. Somando os 13 anos, isso acontece com mais de 70% de frequência.

Em 2008, por exemplo, Grêmio, Cruzeiro, Palmeiras e São Paulo encerram a primeira metade do campeonato dentro do G-4, e continuaram quando este acabou (em ordem diferente). O mesmo aconteceu em 2013 (Cruzeiro, Botafogo, Grêmio e Atlético-PR) e 2014 (Cruzeiro, São Paulo, Internacional e Corinthians).

Zona de rebaixamento

Já acabar o turno dentro da zona de rebaixamento pode ser bastante perigoso. Menos da metade conseguem se salvar ao final do campeonato (42%). Atualmente, Santa Cruz (17º), Cruzeiro (18º), Coritiba (19º) e América-MG (20º) ocupam a zona de queda, sendo que os três primeiros ainda podem deixar o grupo dos quatro piores ao final desta 19ª rodada.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos