Em estreia de interino, Chávez marca dois e SP bate Santa Cruz no Arruda

Do UOL, em São Paulo

Com dois gols do camisa 9 Andres Chávez e um pênalti defendido por Denis, o São Paulo bateu o Santa Cruz por 2 a 1 na tarde deste domingo (7), pela 19ª rodada do Brasileirão. O atacante argentino fez uma dupla afinada com Cueva, que participou dos dois gois. Ambos saíram de campo aplaudidos pela pequena torcida são-paulina no Arruda, em Recife. O Santa desperdiçou um pênalti com Grafite (Denis fez bela defesa), mas conseguiu descontar no finalzinho com Keno.

A partida marcou a estreia do interino André Jardine no clube paulista – primeira partida sem Bauza, que foi comandar a Argentina. Jardine mudou o esquema que vinha sendo utilizado pelo argentino e viu a equipe conquistar a primeira vitória sob seu comando.

O resultado encerra uma sequência de quatro jogos sem vencer para o São Paulo, que vai a 26 pontos, mas continua no meio da tabela. O Santa segue com 18 pontos, e permanece na zona do rebaixamento.

Estreia de interino e mudança de esquema no São Paulo

O São Paulo teve a estreia do interino André Jardine. O substituto mudou o esquema, trocando o 4-2-3-1 do argentino por um 4-1-2-2-1, abrindo Cueva pela esquerda e escalando João Schmidt como primeiro volante. Por um lado, a pegada mais ofensiva de Jardine apareceu, com o time criando várias oportunidades e controlando mais o jogo, principalmente no primeiro tempo; por outro, o sistema defensivo ficou sobrecarregado e os zagueiros foram forçados, em vários momentos, a encarar o ataque do Santa no mano a mano.

Quem foi bem: Cueva, Chávez e São Paulo

O peruano foi mais uma vez o pricipal foco de desequilíbrio no ataque são paulino, deu uma bela enfiada de bola no lance do primeiro gol e assistência para o segundo. Já o camisa 9 voltou a mostrar faro de gol, brigando muito no ataque, arriscando chutes e marcando dois gols– agora, são três gols nas três primeiras partidas com a camisa tricolor. 

Quem foi mal: Jadson, do Santa Cruz

O meio campista errou muitos passes, quase entregou um gol para o São Paulo e fez um mau primeiro tempo. A torcida percebeu, e não perdoou, vaiando muito toda vez que ele pegava na bola. No intervalo, foi sacado pelo técnico Milton Mendes.

Primeira etapa toda do São Paulo

O time visitante teve domínio durante a maior parte do primeiro tempo, criando várias chances com Thiago Mendes, em cruzamento da esquerda, Hudson, após tabela com Chávez (Tiago Cardoso defendeu o chute) e o próprio Chávez, que quase aproveitou erro de passe de Jadson, mas bateu para fora.

O Santa teve algumas chances de dar o troco; Keno e Grafite ficaram no mano a mano com Maicon e Lyanco mais de uma vez, mas não conseguiram aproveitar. O primeiro gol são paulino foi anulado, por falta de João Schmidt no goleiro Tiago Cardoso. O segundo, este legal, veio pelo alto, aos 39 minutos: Cueva enfiou a bola, Mena cruzou da esquerda e Chávez testou.

Susto e bote letal

No segundo tempo, o Santa partiu para o ataque e colocou pressão, principalmente com cruzamentos na área. A investida colocou o São Paulo na defensiva, mas não chegou a gerar uma chance clara.

Os visitantes, entretando, responderam de forma letal. Enfiada de Kelvin, passe de Cueva, e mais um gol de Chávez. 2 a 0, situação complicada para o Santa Cruz, que ainda quase levou o terceiro em outro contragolpe com Cueva: Tiago Cardoso fez grande defesa.

Aos 35, Luiz Araújo deu esperança ao Santa cometendo pênalti pela esquerda; Grafite bateu no canto direito de Denis, que caiu para fazer uma importante defesa, Cinco minutos depois, não teve jeito: Keno bateu colocado e conseguiu diminuir para os donos da casa.

Santa Cruz 1 x 2 São Paulo

Local: Arruda, em Recife (PE)
Data/Hora: 7 de agosto de 2016, às 16h15
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo - RJ
Assistentes: Rodrigo Henrique Correa e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (ambos do Rio de Janeiro)
Gols: Chávez, 39'/1ºT (0-1) e 20'/2ºT (0-2); Keno, 39'/2ºT (1-2)

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso, Léo Moura (Renatinho), Neris, Danny Morais e Tiago Costa; Derley, Jadson (Arthur), Danilo Pires (Bruno Moraes), João Paulo; Keno e Grafite Técnico: Milton Mendes.

SÃO PAULO: Denis, Buffarini, Maicon, Lyanco e Mena; Hudson, Thiago Mendes (Wesley). João Schmidt; Kelvin, Cueva (Luiz Araújo) e Chávez (Gilberto). Técnico: André Jardine.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos