Após expulsão polêmica, juiz diz para Dorival: "Convicção que acertamos"

Do UOL, em São Paulo

O árbitro Pablo Alves (PB), que trabalhou na derrota do Santos por 1 a 0 para o América-MG, neste domingo, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro, relatou na súmula que o técnico santista Dorival Júnior entrou no gramado e perguntou sobre a diferença entre os lances de Vanderlei e Cássio, do Corinthians. O juiz, então, respondeu que tinha convicção de que acertara ao dar o cartão vermelho para o goleiro santista. 

"Pablo, só queria te fazer uma pergunta: 'Qual é a diferença deste lance de hoje [domingo] e do Cássio, do Corinthians?', pois lá ele levou amarelo e aqui meu goleiro foi expulso. Recebemos a informação que o árbitro acertou em dar amarelo para o Cássio", disse Dorival, segundo informações expostas na súmula.

Reprodução/ Site da CBF
Árbitro relata diálogo com Dorival

Pablo afirmou que "não era necessário responder ao técnico", mas achou de "bom alvitre" dizer: "Dorival, somos humanos. Trabalhamos para dar o melhor. Demos o melhor e tenho convicção que acertamos", declarou o árbitro, que acrescentou: "Após esta resposta nos cumprimentamos e ele foi em direção ao seu vestiário". 

Durante a coletiva no domingo, o treinador já havia revelado o teor da conversa com o juiz. Ele afirmou que citou um lance do corintiano Cássio, contra o Figueirense na 16ª rodada, para reclamar do cartão vermelho recebido por Vanderlei. 

Na ocasião, Cássio era o último atleta do Corinthians, fez a falta sobre o meia Dodô fora da área, assim como o goleiro santista, e foi advertido com o cartão amarelo.

"Expulsão mudou o panorama da partida. O América-MG foi feliz e aproveitou a oportunidade. Na hora, fui perguntar qual jogada está correta: a do Cássio ou a do Vanderlei? Perguntei para o bandeira e ele me disse que o Vanderlei colocou a mão na bola fora da área. Então vamos procurar a mão da bola do Vanderlei", disse Dorival, que continuou: "Recebi a orientação que o cartão amarelo do Cássio foi correto. Não era para expulsão, mas isto precisa ficar claro".

Apesar de criticar a arbitragem do juiz Pablo Alves (PB), Dorival reconheceu que o Santos não foi bem contra o América. "A equipe deles vem crescendo de produção. Sabíamos que era um jogo difícil. O calor atrapalhou os dois times. Houve poucas oportunidades de gol. Jogamos abaixo do padrão. A oscilação é normal".

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos