Só um reforço do início do ano se firma no Cruzeiro. Cadê os outros 7?

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Lucas Bois/Light Press/Cruzeiro

    Dos contratados no início do ano, Lucas Romero é o único que vingou até o momento

    Dos contratados no início do ano, Lucas Romero é o único que vingou até o momento

O Cruzeiro fez oito contratações no início da temporada. Rafael Silva, Bruno Nazário, Douglas Coutinho, Sánchez Miño, Matías Pisano, Federico Gino, Marciel e Lucas Romero chegaram a Belo Horizonte. No entanto, somente um deles se firmou na Toca da Raposa II: o argentino Lucas Romero, que atualmente está na seleção olímpica. Dos demais, há atletas que nem sequer estão no elenco mais.

O UOL Esporte mostra o panorama de cada um dos nomes que chegaram ao clube. Confira, abaixo, a relação com nomes que já deixaram o clube e outros que continuam lá, mas não têm tantas oportunidades:

Lucas Romero

Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

O argentino é o único que se firmou no Cruzeiro. Ele participou de 20 partidas na temporada, todas na condição de titular. O volante só não atuou com Mano Menezes devido à participação nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro com a sua seleção. Foi contratado junto ao Vélez Sarsfield no início da temporada e não onerou os cofres do clube. Chegou gratuitamente à Toca da Raposa. Os mineiros detêm 50% dos direitos econômicos do meio-campista.

Sánchez Miño

Anderson Stevens/Light Press/Cruzeiro

Chegou à Toca da Raposa II emprestado pelo Torino, da Itália. Meio-campista de origem, o gringo foi constantemente improvisado na lateral esquerda, mas não rendeu o esperado. Deixou a sua marca em uma oportunidade – em cobrança de falta. Todavia, rescindiu o vínculo em 8 de junho, pouco tempo após a chegada de Paulo Bento. No fim de julho passado, o atleta assinou com o Independiente.

Rafael Silva

Washington Alves/Light Press

Contratado devido à admiração do presidente Gilvan de Pinho Tavares, o atacante teve um bom início de caminhada pelo Cruzeiro. Autor de seis gols na temporada, ele marcou um que é inesquecível para a torcida. Na vitória sobre o Atlético-MG, em pleno estádio Independência, pelo Campeonato Mineiro, o jogador deixou a sua marca e imitou uma galinha ao celebrar. Mesmo com a participação memorável no clássico, o centroavante não agradou e foi negociado. Hoje, defende o Figueirense por empréstimo. Ele, inclusive, já disputou cinco jogos pelo time catarinense.

Matías Pisano

Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

O meia-atacante custou US$ 1 milhão (R$ 4 milhões à época) aos cofres do clube, além do perdão de uma dívida no valor de US$ 700 mil (R$ 2,8 milhões na ocasião), referente ao empréstimo de Ernesto Farias ao Independiente. Em Belo Horizonte, contudo, ele não fez jus ao investimento do Cruzeiro e permaneceu na reserva. Em exatos sete meses na Toca da Raposa II, o gringo disputou somente 14 partidas, sendo somente seis na condição de titular. Foi emprestado ao Santa Cruz no primeiro dia de agosto.

Douglas Coutinho

Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Contratado por empréstimo junto ao Atlético-PR, o centroavante foi acionado por todos os treinadores que estiveram na Toca da Raposa II. Douglas Coutinho participou de 16 partidas com as cores do Cruzeiro, sendo titular apenas em duas. O jogador de 22 anos estufou as redes adversárias em quatro oportunidades. Ele chegou a ser colocado como negociável durante a passagem de Paulo Bento pelo clube. No entanto, a comissão técnica recuou em sua decisão e deu nova oportunidade ao atleta, que já entrou em campo sob o comando de Mano Menezes.

Federico Gino

Washington Alves/Light Press

O uruguaio com cidadania brasileira é um dos jogadores que mais decepcionou desde que chegou à Toca da Raposa II. O bom futebol apresentado no Defensor Sporting, do Uruguai, ainda não foi visto em Belo Horizonte. Na capital mineira, ele disputou 11 partidas, sendo cinco como titular. Segue como uma das opções do elenco comandado por Mano Menezes.

Marciel e Bruno Nazário

Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Desde que chegou ao Cruzeiro, na troca que envolveu a ida de Willians para o Corinthians, o volante Marciel nunca teve tantas oportunidades e sequer as aproveitou enquanto esteve em campo. O jogador acaba de se recuperar de uma ruptura no ligamento do joelho esquerdo e nesta semana foi relacionado pela primeira vez pelo técnico Mano Menezes. Contudo, com os comandantes antecessores, seja Deivid ou Paulo Bento, o jogador não foi utilizado com frequência e jogou apenas cinco partidas até agora, sendo três como titular.

Bruno acertou por empréstimo de 18 meses vindo do Hoffenheim, da Alemanha. Desde que chegou à Toca da Raposa, ele disputou apenas três partidas, sendo uma na condição de titular. Não foi aproveitado com frequência por nenhum dos três técnicos que passaram pelo clube em 2016 – Deivid, Paulo Bento e Mano Menezes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos