Ataque na 'seca' e defesa insegura: Corinthians falha dos 2 lados do campo

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo

Postulante ao título do Campeonato Brasileiro, o Corinthians sofreu um duro golpe na manhã de domingo (14), quando caiu por 3 a 0 para o Grêmio. A queda na tabela de classificação é o resultado pela irregularidade da equipe de Cristóvão Borges neste ponto da competição, e dois números chamam a atenção depois do duelo no Rio Grande do Sul.

Na primeira etapa, o clube de Parque São Jorge criou pelo menos quatro oportunidades de superar o goleiro Marcelo Grohe. Em todas, no entanto, falhou; o desempenho ofensivo, mais uma vez, deixou a desejar, e novamente em uma partida contra um rival direto na briga pelas posições mais altas da tabela.

Romero, talvez o atacante que mais tenha se apresentado para o jogo, completou o sétimo duelo de Brasileiro sem balançar as redes. O retrospecto do paraguaio reflete a péssima fase dos homens de frente do Corinthians nesta virada de turno da competição nacional.

O último gol anotado por um atacante do Corinthians ocorreu em 3 de julho, na goleada por 4 a 0 contra o Flamengo. Foi justamente Ángel Romero, aos 44min do segundo tempo em Itaquera, quem balançou as redes – o paraguaio anotou dois gols neste duelo, e Rildo também deixou a sua marca.

Não apenas Romero, contudo, apresenta números ruins. Neste último domingo, meio-campistas como Giovanni Augusto encontraram chances pela frente, mas falharam. Ao todo, segundo números apresentados pelo Footstats, o Corinthians finalizou 22 vezes, das quais 14 não acertaram a meta defendida pelo Grêmio.

Se o ataque preocupa, a defesa terminou a rodada em alerta. Desde a Era Tite, o setor destacava-se pela segurança demonstrada; mas, diante do Grêmio, falhas comprometeram a partida e levaram a equipe alvinegra a uma marca amarga para Cristóvão Borges e companhia.

O Corinthians não perdia por três gols de diferença desde novembro de 2014, quando, sob o comando de Mano Menezes, o Fluminense derrotou a equipe alvinegra pelo placar de 5 a 2.

Os números negativos dos dois lados do campo – ofensivos e defensivos – engataram a pior sequência corintiana no Campeonato Brasileiro. Depois da derrota deste domingo, pela primeira vez o atual campeão nacional somou três partidas sem resultados positivos.

A missão de Cristóvão e companhia agora é ofuscar o mau momento. O treinador terá uma semana completa para trabalhar, já que o Corinthians retorna a campo somente na segunda-feira (22), contra o Vitória, na Arena Corinthians.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos