Para subir de novo, Corinthians terá que voltar a ser um péssimo anfitrião

Vinícius Bacelar

Colaboração para o UOL, em São Paulo

  • EDU ANDRADE/FATOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    Pressionado pela torcida, o técnico Cristóvão Borges terá trabalho para levar Corinthians ao topo

    Pressionado pela torcida, o técnico Cristóvão Borges terá trabalho para levar Corinthians ao topo

Ganhar mais como anfitrião e acumular menos derrotas como visitante. Essas são duas metas para o Corinthians no segundo turno.

Em 2015, ano em que faturou o hexacampeonato nacional, o clube paulista se mostrou dominante na Arena Corinthians e um pesadelo na casa dos outros. Agora, porém, a situação mudou um pouco.

Nessa temporada, o time de Cristóvão Borges vem empatando mais em casa e perdendo mais como visitante.

Em 2015, ano que terminou com o hexa, a equipe alvinegra não empatou nenhuma partida nos dez primeiros duelos como mandante. Foram nove vitórias e apenas uma derrota: para o arquirrival Palmeiras. Na ocasião, o Corinthians conquistou 27 pontos em dez jogos – o que deu um aproveitamento de 90%.

Neste ano, nas mesmas dez partidas, o clube já empatou quatro vezes em casa – Grêmio, São Paulo, Figueirense (Itaquera) e Cruzeiro (Pacaembu). O time ainda ganhou seis confrontos e não perdeu nenhum. Foram 22 pontos conquistados em 30 possíveis – aproveitamento de 73%, o que representa uma queda de 17% em relação aos números da temporada passada.

Destes adversários que empataram com o Corinthians em São Paulo na atual edição do Brasileiro, a equipe paulista só não venceu o Grêmio em 2015 – empate por 1 a 1 na Arena Corinthians.

Derrotas como visitante também empacam a campanha corintiana

Fora de seus domínios, a equipe também não conseguiu repetir o desempenho que teve em 2015, quando somou 16 pontos em dez duelos, alcançando um aproveitamento de 53%. Foram quatro vitórias, quatro empates e duas derrotas como visitante.

Neste ano, na mesma quantidade de partidas, o Corinthians já perdeu seis vezes – o triplo em relação à última temporada.

As derrotas foram para Vitória, Palmeiras, Fluminense, Atlético-MG, Atlético-PR e Grêmio. Coincidentemente, em 2015, a única destas equipes que venceu em casa o clube de Parque São Jorge foi o Grêmio (3 a 1 em Porto Alegre). O Vitória estava na Série B no ano passado.

Na atual edição do Brasileiro, o Corinthians ainda venceu quatro jogos como visitante e não empatou nenhum. Conquistou, então, 12 pontos em 30 possíveis – aproveitamento de 40% - 13% a menos do que em 2015.

Hepta mais longe

Com 34 pontos dos 60 disputados em 2016, o time alvinegro tem 56% de aproveitamento no Brasileiro. Desde 2003, quando o campeonato passou a ser disputado no sistema de pontos corridos, nenhum clube se sagrou campeão com este desempenho.

Durante este período, o Flamengo foi o campeão com o menor rendimento. Em 2009, o time carioca conquistou 67 pontos dos 114 possíveis – 58% aproveitamento.

Campeão em 2005, 2011 e 2015, o Corinthians levantou os troféus do Nacional com 64%, 62% e 71% de aproveitamento nestes anos, respectivamente – desempenhos bem melhores do que o apresentado até agora em 2016.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos