Atlético-MG é o recordista na matinê de domingo, mas ainda não se acostumou

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Atlético-MG vai para o sexto jogo às 11h. Parada técnica é a solução para enfrentar o calor

    Atlético-MG vai para o sexto jogo às 11h. Parada técnica é a solução para enfrentar o calor

Definitivamente os jogos às 11h no domingo caíram no gosto do torcedor alvinegro. Prova disso é a média de público dos jogos realizados nesse horário em comparação com os demais. Tanto que neste domingo, vai ser a vez de o Estádio Independência receber um bom público para o duelo entre Atlético-MG e Atlético-PR, pela 21ª rodada.

Pela sexta vez a equipe mineira vai atuar às 11h, por enquanto a recordista matinal nesta edição do Brasileirão. Apesar de jogar praticamente uma a cada três partidas no horário, jogadores e comissão técnica do Atlético seguem reclamando. A principal queixa é o segundo tempo começar ao meio-dia, portanto ainda mais quente do que no início da partida. Em jogos disputados à tarde, o efeito é contrário. A partida termina com horário mais baixo do que começa.

"Eu ainda não me acostumei ao horário. Sei que o torcedor até gosta. Alguns jogadores também, pois tem o resto do dia para passar com o a família. Mas eu não acho legal jogar no período de meio-dia, uma hora da tarde. Penso que em algum momento algum jogador vai passar mal por causa disso. Às vezes está muito quente e sacrífica fisicamente. Mas está sendo marcado, por algum motivo. Então vamos cumprir e procurar fazer o melhor jogo.  

Para os atleticanos, de positivo somente o restante do dia livre. Mas fica nisso, como garante o capitão Leonardo Silva. "Estamos em adaptação, é uma situação que incomoda ainda, por ser um horário totalmente atípico do que estamos acostumados a jogar, o segundo tempo começa meio-dia. É adaptação de alimentação, de descanso. Ainda tem pesado um pouco. Estamos procurando nos adaptar o mais rápido, treinando no horário para que a gente sinta o menos possível no domingo", disse o zagueiro, lembrando que o Atlético treinou sempre pela manhã antes do confronto deste domingo.

Curiosamente, os dois confrontos com o Atlético-PR foram marcados para 11h. Em Curitiba, além do clima mais ameno, a partida aconteceu na Arena da Baixada, que possui teto retrátil. Assim, os jogadores não sentiram o efeito do sol no confronto que terminou empatado em 1 a 1. Os demais jogos do time mineiro na manhã de domingo foram contra Ponte Preta, América-MG, Flamengo e Palmeiras.

Se o jogo às 11h não agrada aos jogadores, para a diretoria do Atlético os horários alternativos são bem-vindos. Além das manhãs dos domingos, o time alvinegro já atuou segunda à noite, sábado 21h e domingo 19h30, além dos jogos durante a semana, com transmissão do SporTV. Na visão dos diretores do Atlético, o time foge da concorrência com outros clubes e ganha mais exposição.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X ATLÉTICO-PR

Data: 21 de agosto de 2016, domingo
Horário: 11h (de Brasília)
Motivo: 21ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Neuza Inês Back e Alex dos Santos (ambos SC)

ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha (Carlos César), Leonardo Silva, Ronaldo e Fábio Santos; Leandro Donizete, Lucas Cândido, Maicosuel e Otero; Robinho e Lucas Pratto.
Técnico: Marcelo Oliveira.

ATLÉTICO-PR: Santos; Rafael Galhardo, Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley; Matheus Rossetto, Marcão e Luciano Cabral; Yago (Marcos Guilherme), Lucas Fernandes e André Lima.
Técnico: Paulo Autuori.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos