Não é só pelo calor. Desempenho fora de casa desafia Grêmio contra o Fla

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Thomas Santos/Agif

    Grêmio é apenas o sétimo na classificação de jogos disputados fora de casa

    Grêmio é apenas o sétimo na classificação de jogos disputados fora de casa

O clima de Brasília e o horário atípico do jogo contra o Flamengo não são os únicos fatores adicionais ao confronto da 21ª rodada do Brasileirão. O Grêmio enfrentará, no Mané Garrincha, seu histórico fraco como visitante. Até aqui, o time gaúcho venceu apenas duas vezes fora de casa.

Com 37% de aproveitamento longe de casa, o Grêmio é apenas o sétimo time que mais pontuou como visitante. Palmeiras e Flamengo dividem a liderança deste ranking.

As duas vitórias, até aqui, foram emblemáticas. Primeiro, 3 a 0 em cima do Atlético-MG com direito a show de Luan. E depois, placar mínimo diante do Inter.

O retrospecto no quesito mando de campo chama mais atenção do que as peculiaridades do jogo de domingo. Além de influenciar os dois times, o Grêmio já jogou às 11h (Brasília).

"Uma coisa é jogar às 11h em Porto Alegre, no inverno. Outra coisa é jogar às 11h em Brasília, a umidade do ar vai ser baixa. Prejudica o rendimento, sem dúvida, mas atinge os dois lados. O que nos preocupa é a qualidade do adversário", comentou Roger Machado.

Em nove jogos como visitante, o Grêmio marcou 13 gols e sofreu 14. Além das duas vitórias, empatou quatro vezes e perdeu em outras três oportunidades. Nas últimas duas visitas, levou 4 a 2 do Sport e empatou em zero com o América-MG.

Dono da melhor pontuação como mandante, ao lado de Santos e Palmeiras, o Grêmio soma 35 pontos e é terceiro na tabela do Brasileirão. Com um jogo a menos, pode até colar no primeiro lugar neste final de semana. Só precisa encarar o fantasma do desempenho como visitante.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos