Torcida do Inter protesta de costas para o Beira-Rio: "Valdívia pipoqueiro"

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

O empate contra o São Paulo deixou a torcida do Internacional muito irritada. Com pênalti perdido por Valdívia aos 45 minutos do segundo tempo, o 1 a 1 manteve o time gaúcho perto da zona de rebaixamento. Depois do jogo, o protesto foi de costas para o estádio e teve o atacante como alvo. 

"Valdívia pipoqueiro", gritavam os torcedores. Além do jogador responsável por chutar para fora a chance de vitória do Inter, o presidente Vitório Píffero, Paulão e Sasha foram alvos. 
 
A segurança do Beira-Rio montou um esquema especial para conter qualquer ato de vandalismo. Grades isolaram a área VIP do estádio, por onde passam jogadores até seus veículos. 
 
Em dado momento, o grupo de aficionados virou-se de costas para o estádio e tratou de cantar o hino do Colorado. Depois, entre um palavrão e outro, rimavam com 'tem que ser homem para jogar no Beira-Rio'. 
 
Alex, fora do time por opção do comando técnico, por outro lado, foi celebrado ao passar até o estacionamento. Teve o nome gritado pelos torcedores. 
 
Quando Arthur passou pela passarela que liga o estádio ao estacionamento, aficionados tentaram o acertar com latas de cerveja. Ele foi muito hostilizado. Não houve participação da polícia. Em campo, o Colorado desperdiçou a chance de vitória e chegou ao 13º compromisso sem vencer. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos