Palmeiras pega Ponte para se manter no topo no fim da Era sem Jesus

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo

  • Eduardo Anizelli/Folhapress

    A partir da próxima semana, Gabriel Jesus estará de volta para defender o Palmeiras

    A partir da próxima semana, Gabriel Jesus estará de volta para defender o Palmeiras

Era evidente o objetivo do Palmeiras durante o período dos Jogos Olímpicos Rio 2016: estar na liderança ao receber Gabriel Jesus e Fernando Prass de volta. Resta apenas um jogo para a missão ser concluída, e o último desafio se encontra neste domingo, a partir das 16h (de Brasília), contra a Ponte Preta, no Allianz Parque, em duelo válido pela 21ª rodada do Brasileiro.

Prass retornou antes mesmo do início da Olimpíada, mas lesionado – a cirurgia no cotovelo tira o goleiro de ação até a próxima temporada. Campeão olímpico na noite do último sábado, Gabriel Jesus, por outro lado, volta depois de seis partidas longe do Palmeiras; neste período, a liderança acabou consolidada.

Sem a jovem estrela, ainda artilheiro da Série A com dez gols, o Palmeiras caiu de rendimento. Em cinco partidas, sete pontos conquistados – 46,6% de aproveitamento no período. No entanto, a liderança permaneceu sob os comandados de Cuca e o embalo foi readquirido.

Se as derrotas para Atlético-MG (1 a 0, em casa) e Botafogo (3 a 1) colocaram o real valor do elenco em xeque, os resultados positivos diante de Vitória (2 a 1, no Allianz) e Atlético-PR (Arena da Baixada) retomaram a confiança e afastaram qualquer insegurança da Academia de Futebol.

São três partidas de invencibilidade – além dos dois triunfos, o Palmeiras também empatou por 1 a 1 com a Chapecoense – e a liderança confortável. Com 39 pontos somados, o time alviverde possui três de vantagem em relação ao Santos, o segundo classificado; o Grêmio tem 35 e uma partida a menos.

A ausência de Gabriel Jesus obrigou Cuca a mexer. Depois das derrotas, o treinador retomou Erik como substituto de Jesus, tornou Dudu peça fundamental – o camisa 7 até usou a faixa de capitão – e realizou trabalhos específicos para recuperar a moral do grupo (os treinos recreativos ganharam destaque).

Para fechar a rápida reabilitação e se confirmar na ponta, a Ponte Preta pela frente. Cuca perdeu Erik, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e pode promover o retorno de Rafael Marques ao time titular.

Toda esta dúvida, no entanto, morre a partir de segunda-feira, quando Gabriel Jesus retornará para os últimos meses como jogador do Palmeiras. O centroavante foi vendido para o Manchester City, de Pep Guardiola.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS x PONTE PRETA

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 21 de agosto de 2016 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-SC)
Assistentes: Carlos Berckenbrock e Nadine Schramm Camara Bastos (ambos Fifa-SC)

PALMEIRAS: Jailson; Jean, Thiago Martins, Vitor Hugo e Zé Roberto; Tchê Tchê, Moisés e Cleiton Xavier; Róger Guedes, Rafael Marques (Allione) e Dudu
Técnico: Cuca.

PONTE PRETA: Aranha; Nino Paraíba, Douglas Grolli, Fábio Ferreira e Reinaldo; João Vitor, Wendel e Maycon; Clayson, Pottker e Wellington Paulista (Rhayner) 
Técnico: Eduardo Baptista.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos