Robinho marca pela sexta vez seguida em BH e Atlético-MG vence de novo

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

Depois da derrota para o Santos, na rodada anterior, o Atlético-MG precisa vencer o Atlético-PR, no Independência, para seguir dentro do G4 e perto do líder Palmeiras. E foi o que fez o time mineiro, que venceu com gol solitário de Robinho, em cobrança de pênalti. Com o resultado a equipe alvinegra fica na vice-liderança do Brasileirão, pelo menos até o término da partida entre Coritiba e Santos, no Couto Pereira.

Bom apenas o resultado, já que o Atlético-MG, apesar dos desfalques, teve uma atuação abaixo do que tem apresentado. Além de Robinho, autor do gol, o goleiro Victor foi o outro destaque da equipe mandante, com pelo menos duas grandes defesas.

Atlético-MG segue no ritmo de Robinho

Com o triunfo sobre o Atlético-PR, no Independência, o Atlético-MG chegou a marca de oito vitórias consecutivas em Belo Horizonte. Destaque, mais uma vez, para Robinho, que anotou o único gol da partida. O camisa 7 alvinegro mantém a boa fase no Campeonato Brasileiro, especialmente nos jogos na capital mineira. Robinho fez gol nas últimas seis vezes que o Atlético jogou em Belo Horizonte. É o artilheiro do clube na temporada (19 gols) e no Brasileirão (9 gols).

Decisão errada de Thiago Heleno complica o Atlético-PR

Apesar de um ataque poderoso, o Atlético-MG encontrava dificuldades para criar chances contra o Atlético-PR. Bem postada, a equipe de Curitiba tirava os espaços da equipe mandante e complicava o jogo no Horto. Até que atacante Carlos deu uma caneta em Thiago Heleno, que tomou a decisão errada e derrubou o atacante do Atlético-MG. Lance em que a cobertura já estava presente. Pênalti bem marcado e gol da equipe mineira. No segundo tempo, Thiago Heleno quase se redimiu, quando ganhou uma bola de cabeça e quase empatou o jogo. Azar do zagueiro do Furacão foi a boa defesa do goleiro Victor.

Titular de Bauza, Pratto já fez partidas melhores

Antes do confronto com o Atlético-PR o atacante Lucas Pratto recebeu um importante incentivo. O técnico da seleção argentina, Edgardo Bauza, declarou que o centroavante do Atlético-MG vai ser o seu camisa 9. Sem Fred, suspenso, Pratto atuou como o homem de referência do Atlético, mas não teve uma grande apresentação. O centroavante alvinegro teve poucas chances de finalizar e passou em branco.

Contra o calor, Atlético-MG vai de uniforme branco

Pela sexta vez em 21 rodadas o Atlético-MG estava em campo às 11h de domingo. Time que mais jogou no horário, a equipe mineira adotou uma estratégia diferente contra o calor. Os jogadores pediram e o uniforme utilizado em casa foi a camisa branca, já que a camisa listrada esquenta mais, por ter o preto como cor predominante. Nas cinco partidas anteriores no horário, o Atlético-MG sempre jogou de preto e branco.

Erros na defesa dificultam jogo do Atlético-MG

Apesar dos desfalques, o técnico Marcelo Oliveira conseguiu armar o Atlético-MG com muita qualidade, especialmente no ataque. Até por jogar em casa e diante de um adversário ainda mais desfalcado, o clube mineiro não teve muita dificuldade para marcar. Porém, no segundo tempo, uma série de erros defensivos deixaram os torcedores alvinegros preocupados. Para ter um final de partida mais tranquilo, Marcelo Oliveira tirou o meia Maicosuel e colocou o volante Yago.

Dos 22 titulares no turno, apenas seis estavam em campo

Quase três meses atrás, Atlético-MG e Atlético-PR se enfrentaram pelo primeiro turno do Campeonato Brasileira. A partida pela segunda rodada, disputada na Arena da Baixada, também acontece na manhã de um domingo. A combinação de uniforme também se repetiu, com os mineiros todo de branco e os paranaenses de rubro-negro. O que mudou bastante foram as escalações. Somente seis jogadores foram titulares nos dois confrontos. Victor, Marcos Rocha e Carlos pelo lado alvinegro e Thiago Heleno, Sidcley e André Lima pelo lado rubro-negro.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 1 X 0 ATLÉTICO-PR

Data: 21/08/2016 (domingo)
Horário: 11h (de Brasília)
Motivo: 21ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Público: 17.503 pagantes
Renda: R$ 836.175,00
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Neuza Inês Back e Alex dos Santos (ambos SC)
Cartões amarelos: - (CAM) Thiago Heleno e Sidcley (CAP)
Gols: Robinho aos 39 min do primeiro tempo

ATLÉTICO-MG
Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Ronaldo e Fábio Santos; Leandro Donizete, Lucas Cândido e Maicosuel (Yago, aos 26 do 2º); Carlos (Otero, aos 15 do 2º), Robinho (Clayton aos 26 do 2º) e Lucas Pratto.
Treinador: Marcelo Oliveira.

ATLÉTICO-PR
Santos; Rafael Galhardo (Juninho, aos 26 do 2º), Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley; Matheus Rossetto (Luciano Cabral, aos 27 do 2º), Marcão, Renan Paulino e Marcos Guilherme (Yago, aos 25 do 2º); Lucas Fernandes e André Lima.
Treinador: Paulo Autuori.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos