Time do Atlético cita calor para justificar má atuação em triunfo no Horto

Thiago Fernandes e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

A exibição do Atlético-MG na vitória por 1 a 0 sobre o xará paranaense não convenceu. E os jogadores justificaram a dificuldade pela temperatura no estádio Independência no decorrer da partida.

Embora o tempo estivesse nublado e os termômetros apresentassem 25ºC no bairro do Horto – local do compromisso – entre 11h e 12h50, horário da realização do jogo válido pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro,  Leandro Donizete foi o primeiro a justificar o resultado com o fato.

"O calor prejudica muito. Estava nublado, mas estava muito quente ali dentro, abafado, mas não é desculpa não. Quando a bola chegava para nós, volantes, estávamos sem saída. Nosso pontas cansaram. É difícil manter o jogo na velocidade e no ritmo que eles jogam, mas o importante foi os três pontos. É o placar que manda", afirmou.

O volante, contudo, não foi o único a apontar o clima como um problema para o embate disputado no Campo do Horto. Victor, um dos principais nomes da equipe na disputa, também abordou o assunto.

"O adversário vem bem na competição, vem fazendo uma boa campanha. É difícil você jogar na intensidade que habitualmente a gente joga. Fica mais abafado, o campo fica mais seco, a bola prende um pouco mais, mas, como falei, o mais importante foi a vitória que nos coloca em condição de brigar novamente pelo título", comentou.

Autor do único gol da partida, Robinho questionou o fato de atuar no período matutino: "O jogo foi difícil até pelo horário. Não deu para manter o ritmo no segundo tempo, mas a gente sai feliz principalmente pelo resultado. Sabemos que temos que melhorar, claro que queríamos jogar um pouco melhor, mas foi importantíssimo", concluiu.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos