Árbitro que marcou pênalti em Ronaldo apitará 1º jogo do Cruzeiro em 6 anos

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

Relembre como foi o polêmico pênalti de Gil sobre Ronaldo em 2010

Quase seis anos se passaram desde o último encontro entre Cruzeiro e Sandro Meira Ricci. O nome traz más lembranças à torcida. Contudo, neste domingo (28), às 11h (de Brasília), eles têm um encontro marcado no Mineirão. O árbitro apitará o duelo com o Santa Cruz pela 22ª rodada do Brasileirão. O retorno a uma partida do clube ocorre após um pedido de confiança do juiz ao presidente Gilvan de Pinho Tavares.

Desde 13 de novembro de 2010, quando foram derrotados para o Corinthians no Pacaembu, por 1 a 0, com um pênalti polêmico de Gil em Ronaldo marcado pelo árbitro, à época filiado à Federação Brasiliense de Futebol (FBF), os mineiros solicitaram à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) que Meira Ricci permanecesse fora da escala de jogos do clube. O pedido foi atendido pelo órgão que rege o esporte no país.

No entanto, em 20 de abril deste ano, durante a final da Primeira Liga – entre Fluminense e Atlético-PR –, em Juiz de Fora, Sandro Meira Ricci fez um pedido a Gilvan de Pinho Tavares, presidente do Cruzeiro e da competição. A intenção era que voltasse a apitar partidas do time de Belo Horizonte.

O mandatário não fez objeção à solicitação do árbitro e, desde então, ele retornou aos sorteios que incluem as partidas disputadas pela equipe mineira. Não é à toa que estará no Gigante da Pampulha neste domingo (28).

Vale ressaltar que nenhum árbitro pode ser proibido ou até vetado pelos clubes de apitar jogos. As agremiações podem no máximo fazer uma solicitação para que o árbitro não entre na escala, o que aconteceu entre Cruzeiro e Sandro Meira Ricci.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos