Nobre diz que decisão de deixar o Santos jogar em seu estádio é da WTorre

José Edgar de Matos

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras

O presidente Paulo Nobre afirmou que a decisão de deixar o Santos jogar no Allianz Parque não é do Palmeiras. De acordo com o dirigente, a WTorre é responsável por tomar decisões em relação ao estádio quando não há jogos oficiais do clube alviverde na mesma data.

"O Allianz Parque é do torcedor palmeirense, mas hoje é administrado pelo parceiro (WTorre). E o parceiro tem direito de fazer o que quiser no estádio quando não é dia de jogo do Palmeiras. Não cabe ao Palmeiras decidir o que vai acontecer quando não é dia de jogos oficiais do clube", explicou Nobre, durante evento de comemoração aos 102 anos do Palmeiras.

A discussão envolvendo o Santos começou na última quarta-feira (24). O presidente santista, Modesto Roma, revelou desejo de jogar no estádio palmeirense contra o Santa Cruz, em 18 de setembro, e afirmou que teria uma reunião com a WTorre para decidir.

"Tem reunião na sexta-feira com a WTorre. Quero mandar o jogo no estádio da WTorre. Posso mandar no Pacaembu que é da Prefeitura, no Morumbi que é do São Paulo...".

Caso seja confirmada a partida do Santos, não atrapalharia o Palmeiras. Um dia antes, o time alviverde enfrentará o Corinthians na Arena Corinthians, também pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos