Santistas exaltam Gatito e lamentam: "tem dias em que a bola não entra"

Do UOL, em São Paulo

O Santos tentou de todas as formas, mas esbarrou na forte defesa do Figueirense e acabou derrotado por 1 a 0 na manhã deste domingo, na Vila Belmiro. Após o apito final, os jogadores exaltaram o goleiro Gatito Fernández, principal personagem do jogo, e lamentaram as diversas chances perdidas pelo time, que segundo eles, 'jogou muito bem'.

"Quando você vê que o goleiro trabalhou bem é que a equipe teve oportunidades. E eles em uma jogada acabaram buscando o gol. A gente ficou lutando, brigando com eles, mas infelizmente o Gatito foi bem", disse Renato na saída de campo.

Para Ricardo Oliveira, a principal falha do Santos foi não conseguir balançar as redes nos momentos em que teve as oportunidades.

"Faltou sermos efetivos na hora de decidir. Tivemos chances de matar o jogo. Infelizmente em um contra-ataque, na jogada, o Thiago Maia até tentou sair [no lance do pênalti], mas o jogador deles [Jefferson] foi inteligente", disse o atacante.

Já Gabigol, que concedeu entrevista coletiva no lugar de Dorival Júnior por conta de sua despedida, elogiou a atuação do Santos mesmo com a derrota.

"Nosso time jogou muito bem. A gente tentou, martelou, teve bola na trave, bola que eles tiraram em cima da linha. Acontece. Tem dias em que a bola não entra", lamentou.

Com o resultado, o Santos estaciona nos 36 pontos e perde a chance de entrar no G-4, ficando, pelo menos por enquanto, com a quinta colocação da tabela.

O Santos ganha agora mais de uma semana para trabalhar até o próximo compromisso, marcado apenas para o dia 8 de setembro, contra o Internacional, no Beira-Rio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos