Não são apenas gols. 5 fatos sobre o novo artilheiro do Cruzeiro

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Ramón Ábila já é o artilheiro do Cruzeiro na atual edição do Brasileiro

    Ramón Ábila já é o artilheiro do Cruzeiro na atual edição do Brasileiro

Autor de cinco gols em oito partidas disputadas, Ramón Ábila é o artilheiro do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro. A qualidade do centroavante que custou US$ 4 milhões (R$ 13,4 milhões à época) aos mineiros é comprovada dentro das quatro linhas. A história do argentino, todavia, segue desconhecida por boa parte da torcida.

Por conta dos cinco gols anotados por Wanchope desde a chegada à Toca da Raposa II, o UOL Esporte faz uma lista com o mesmo número de casos desconhecidos da vida do atacante. Na relação, há casos referentes ao gosto musical, às antigas celebrações de gols e até uma situação envolvendo Carlos Bianchi, técnico campeão da Libertadores pelo Boca Juniors. Confira:

Fã de La Mona Jiménez

Arquivo Pessoal

O ídolo de Ramón Ábila não tem nada a ver com o futebol. Pelo contrário. Ele está no mundo da música. Fã de cuarteto, gênero musical oriundo de Córdoba, sua cidade natal, o centroavante aprecia o som feito por La Mona Jiménez. A canção mais conhecida do músico é "La flaca la gasta".

O fanatismo pelo cantor era tanto que o artilheiro do Huracán costumava utilizar um short térmico por baixo do calção com o rosto do ídolo e, na imagem de seu perfil no Twitter, ele está acompanhado do artista. Em uma viagem que fez ao exterior, ele encontrou o ídolo em um restaurante para assistir a uma partida da seleção argentina.

Gosto por Fernet com coca

O gosto musical não é o único que remete à cultura argentina. Wanchope também mantém as tradições do país e, sobretudo da região em que nasceu. O artilheiro do Cruzeiro, em seus dias de folga, gosta de Fernet com refrigerante sabor cola. A bebida também é muito consumida nas proximidades de Córdoba, cidade natal do atacante.

"Ele (Ramón Ábila) é de Córdoba. Em Córdoba, se toma uma bebida muito particular que se chama Fernet, Fernet com Coca. Ele gosta bastante", relata Nicolás Migliavacca, jornalista do Olé, da Argentina, à reportagem.

Chamado de gordo por Bianchi

AP Photo/Eduardo Di Baia

Desde que chegou a Belo Horizonte, Ramón Ábila jamais aparentou sobrepeso. Contudo, após uma vitória do Huracán sobre o Boca Juniors, pela Copa da Argentina de 2014, o centroavante foi ironizado pelo treinador xeneize. Irritado com um gol feito pelo o atleta de 1,80 m e 88 kg, Carlos Bianchi disparou uma crítica no vestiário:

"Levamos um gol de um jogador mais gordo do que eu", disse. A resposta do jogador foi muito bem-humorada: "Isso me diverte (polêmica sobre o peso). Está claro que ser magro não te garante nada (risos), e supostamente sou gordinho. O importante é fazer gols. Eu estava atento, acelerei quando tinha que acelerar e fiz o gol (sobre o Boca). Depois, que digam o que querem. Isso me diverte, me faz rir", afirmou à época.

Viagem aos EUA com amigo de Huracán

Arquivo pessoal

Ramón Ábila não tem dificuldades para fazer amizades. No período em que defendeu as cores do Huracán, o centroavante se tornou amigo de Daniel Montenegro. A dupla, inclusive, curtiu férias nos Estados Unidos. Eles e seus respectivos familiares foram ao complexo Walt Disney, em Orlando, e também aproveitaram alguns dias em Miami. No cidade litorânea, encontraram La Mona Jiménez, ídolo de Wanchope, em um restaurante.

Celebração imitando emoji do WhatsApp

Gols não faltavam no período em que defendeu o Huracán, da Argentina. As celebrações foram das mais variadas formas, mas uma em especial marcou o centroavante. A pedido do filho Valentino, o jogador colocava as mãos sobre os olhos a fim de imitar o emoji de um macaquinho, utilizado no aplicativo WhatsApp.

"Meu filho me pede o macaquinho. Ele gosta do desenho do WhatsApp. Por isso, em um jogo, celebrei tapando os olhos. É porque ele ri bastante. Uma vez, jogando em casa entre nós dois, ele viu o macaquinho e gostou. Então, eu disse a ele que quando fizesse um gol, iria festejar assim para que ele visse depois pela televisão", disse.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos