Robinho pode superar marca pessoal estabelecida com o Santos há 12 anos

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Atlético

    Robinho comemora mais um gol com a camisa do Atlético-MG

    Robinho comemora mais um gol com a camisa do Atlético-MG

Fazer gols nunca foi a principal característica de Robinho. Dribles, fintas e muita velocidade sempre marcaram o jogo do atacante, que aos 32 anos está atuando de forma bem diferente pelo Atlético-MG. Com menos velocidade, mas com mais experiência, o jogador se tornou a principal referência da equipe mineira no Brasileiro. É o artilheiro da competição, com 10 gols, e o segundo jogador que mais fez gols no futebol brasileiro em 2016. Já foram 21.

Dos últimos 14 gols anotados pelo Atlético, por Brasileirão ou Copa do Brasil, Robinho fez sete. Desempenho que pode fazer Robinho superar uma marca pessoal, estabelecida ainda com a camisa do Santos, em 2004. Naquele ano o clube paulista foi o campeão brasileiro. Robinho era o protagonista do time e anotou 21 gols, numa época em que a competição tinha 46 rodadas, oito a mais do que tem atualmente.

No ano todo foram 32 gols, um recorde na carreira do atacante. Com 21 gols pelo Atlético, Robinho teria de anotar pelo menos mais 12 vezes, para superar a marca de 12 anos atrás. Entre compromissos do Brasileirão e da Copa do Brasil, o Atlético tem pelo menos mais 17 partidas na temporada. O desempenho na Copa do Brasil pode aumentar o número de jogos na temporada, dando Robinho maior oportunidade de superar a marca de 2004, quando disputou 55 jogos. Nesta temporada, pelo Atlético, já foram 36 partidas.

No entanto, além dos adversários, Robinho tem outro desafio nas próximas semanas. O acumulo de jogos pode fazer com que o atacante não dispute todas as partidas do Atlético no mês de setembro. Como o Brasileirão vai parar por dez dias por causa das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, a partir do dia 7, quando recebe o Vitória, o Atlético vai disputar cinco partidas em cerca de 12 dias.

"Foi para poder entrar 100% e evitar o risco de lesão. Joguei no domingo passado, na quarta e não sou mais um menino de 18 anos", disse Robinho, para explicar a presença no banco de reservas no empate com o Grêmio, na rodada passada, em Porto Alegre.

O intervalo de dez dias entre o empate com o Grêmio e a partida com o Vitória vai ser fundamental para Robinho suportar o forte ritmo das próximas semanas. Chance o atacante descansar, para depois treinar forte. Segundo o técnico Marcelo Oliveira, um dos fatores do sucesso de Robinho no Atlético é a convivência na Cidade do Galo.

"O ambiente de trabalho é fundamental. Temos um ambiente muito sadio, de muita união e muito comprometimento, de prazer. O Robinho está muito feliz no Atlético, está jogando solto. Em algum momento eu administro o posicionamento dele, para ficar mais próximo do jogo e não precisar de marcar. E ele tem uma qualidade inegável, que levou o Robinho para tantos grandes clubes e para a seleção brasileira. Felizmente está do nosso lado agora".

Feliz, em boa fase, descansado e preparado, se espera de Robinho mais uma grande atuação diante do Vitória. O atacante fez todos os últimos três gols do Atlético na temporada, além de ter marcado ao menos um gol nas últimas sete vezes que a equipe alvinegra atuou em Belo Horizonte. Se continuar fazendo tantos gols e ajudando o Atlético, o experiente Robinho pode superar, em número de gols, aquele jovem e promissor jogador que surgiu no início da década passada.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos