Por briga, Flamengo e Palmeiras são punidos com decisão inédita do STJD

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/TV Globo

    Flamengo e Palmeiras acabaram punidos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva

    Flamengo e Palmeiras acabaram punidos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva

A briga entre membros de torcidas organizadas de Flamengo e Palmeiras, ocorrida no duelo entre os dois clubes em Brasília, no mês de junho, custou caro aos dois clubes. Na tarde desta quinta-feira, ambos os clubes foram punidos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) com penas alternativas, inéditas para o tribunal.

O Palmeiras permanecerá cinco partidas no Allianz Parque sem torcedores no setor gol norte, o qual possui boa presença de torcedores organizados – os palmeirenses sem associação aos grupos, no entanto, também ocupam o local nas partidas da equipe.

Além de cinco partidas com portões 'semifechados', os palmeirenses serão proibidos por cinco rodadas de comparecerem a partidas fora de casa. São mais dez jogos sem qualquer manifestação de torcedores organizados na arena, além de uma multa de R$ 60 mil, a ser dividida entre instituições de caridade.

O Flamengo, em contrapartida, atuará em três partidas como mandante com os portões 'semifechados', sem a presença de organizadas. Para equivaler-se ao castigo destinado ao Palmeiras, o clube rubro-negro contará com 20% a menos da carga de ingressos dos jogos em casa.

Os flamenguistas ainda são proibidos por três jogos de comparecerem a duelos fora de casa, e qualquer referência a organizadas está vetada pelos próximos dez duelos como mandante. O clube rubro-negro ainda recebeu uma multa de R$ 30 mil, também a ser repassada a instituições de caridade.

De acordo com o STJD, qualquer manifestação está proibida. Além das faixas, bonés e uniformes dos grupos organizados estão vetados a partir do veredito desta tarde. Desta forma, Palmeiras e Flamengo ficarão responsáveis pela fiscalização prévia dos torcedores.

A manifestação de torcedores organizados, votada nesta quinta-feira pelo STJD, tornou-se proibida em São Paulo desde o mês de abril, quando a Secretaria de Segurança Pública tomou a medida depois da briga generalizada entre palmeirenses e corintianos, que resultou na morte de uma pessoa em São Miguel Paulista.

A decisão desta quinta influencia diretamente no reencontro entre Palmeiras x Flamengo. Líder e vice-líder do Campeonato Brasileiro duelam em 14 de setembro, em duelo que ficará marcado como o primeiro jogo no Allianz Parque com os portões 'semifechados'.

A decisão será cumprida dez dias após a sessão desta quinta-feira. Assim, o setor gol norte está indisponível para palmeirenses, assim como o Flamengo não contará com torcedores no enfrentamento marcado para a arena na capital paulista.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos