Campeão, craque e artilheiro. Boa forma de Robinho faz Atlético sonhar alto

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Felicidade de Robinho é tratada como um dos trunfos do Atlético-MG neste Brasileirão

    Felicidade de Robinho é tratada como um dos trunfos do Atlético-MG neste Brasileirão

Robinho é o melhor jogador do Atlético-MG no Campeonato Brasileiro e um dos destaques da competição. Com 10 gols anotados, o atleticano divide a artilharia com Gabriel Jesus, do Palmeiras. Com uma sequência de 19 jogos no ano, Robinho faz com que o Atlético sonhe alto neste Brasileirão: ser campeão nacional, ter o artilheiro e o melhor jogador.

Certamente o atacante é um dos responsáveis por colocar o Atlético na briga pelo título, na terceira colocação e quatro pontos atrás do líder Palmeiras. As boas atuações com a camisa alvinegra fazem Robinho ser apontado como um dos candidatos ao título de melhor jogador do Brasileirão.

"Até então é um dos candidatos sim, um dos fortes concorrentes. Cresceu muito do início do trabalho para cá. Está se dedicando muito nos treinamentos. Até mais do que o craque do Brasileirão, espero que ele ajude o coletivo no objetivo do Atlético, que é ser campeão", comentou o técnico Marcelo Oliveira.

Apesar do bom momento, Robinho quer mais. O camisa 7 do Atlético não esconde a satisfação com os números que tem na temporada, mas destaque que ainda falta muito jogo até o final do ano. Chance para conquistar os objetivos pessoais e, o principal, fazer o Atlético voltar a ser campeão brasileiro.

"Claro que meu objetivo maior é sempre ser campeão com a camisa do Galo. Entro em campo para ajudar meus companheiros e trabalho muito duro, muito forte. Estou muito feliz pelo meu momento, só que eu quero mais. Só termina em dezembro e não estou acomodado com o que estou fazendo. Quero fazer mais, quero fazer mais gols. O meu objetivo é ajudar o time a ser campeão. Então espero continuar com esse nível de atuação até o final do campeonato".

Além da artilharia do Brasileirão, Robinho também briga para ser o maior goleador do futebol brasileiro em 2016. São 21 gols marcados no ano, apenas uma a menos do que Anselmo, do Fortaleza. Um dos motivos que explicam a boa fase de Robinho é o condicionamento físico do atacante, que disputou as últimas 19 partidas do Atlético na temporada.

Desde a estreia no Brasileirão, na 5ª rodada, contra o Fluminense, o atacante disputou todas as partidas do Atlético. Para suportar o ritmo, um trabalho diferenciado com a comissão técnica, ao ponto de deixar Robinho no banco de reservas contra o Grêmio, a pedido do próprio jogador, como revelou Marcelo Oliveira.

"Por isso que o tiramos no último jogo. Ele procurou dizendo que a estava com perna um pouco pesada. O departamento fisiológico também nos encaminhou para isso. O Robinho é muito técnico e está se doando na parte tática e física. Nessa reta final precisamos contar com todo mundo, é momento decisão. Esperamos que o Robinho esteja bem. Ele está feliz aqui e isso conta muito num momento de decisão", completou Marcelo Oliveira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos