Comprado por R$12 mi, Arrascaeta desencanta e vive seu auge após 20 meses

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Juliana Flister/Light Press/Cruzeiro

    Camisa 10 demorou para se firmar, mas hoje vive seu melhor momento no Cruzeiro

    Camisa 10 demorou para se firmar, mas hoje vive seu melhor momento no Cruzeiro

Contratado em janeiro de 2015 junto ao Defensor pelo valor de quatro milhões de euros (cerca de R$ 12 milhões, na época), o jovem De Arrascaeta desembarcou com status de grande promessa do Cruzeiro. Contudo, a primeira temporada do uruguaio, hoje com 22 anos, não foi das melhores. Seja com Marcelo Oliveira, Vanderlei Luxemburgo ou na primeira passagem de Mano Menezes, o meia não engrenou, mesclando boas apresentações com frequentes quedas de rendimentos. Mas em 2016 o cenário é outro. Peça fundamental no esquema de Mano, o camisa 10 já é o artilheiro e líder de assistências da equipe. Cada vez mais confortável, o meia vive sua melhor fase e vem provando que valeu a pena investir para ter seu futebol.

"Quando estou à vontade, com confiança, me sinto muito bem para ajudar a equipe e os meus companheiros. Hoje posso dizer que sim (vive a melhor fase no Cruzeiro), porque me sinto muito bem dentro de campo, fisicamente, mentalmente, sempre tentando dar o meu melhor", comentou o jogador.

Nesse ano, Arrascaeta já balançou as redes por nove vezes em 36 partidas oficiais. Para se ter uma ideia da evolução, em 2015, o jogador atingiu este mesmo número de gols, mas terminou a temporada com 43 jogos. Além de atual artilheiro, ele é também líder de assistências, já tendo oferecido 13 passes para os companheiros, nove a menos que no ano passado. Vale lembrar ainda que, desde que Mano Menezes desembarcou novamente em Belo Horizonte, Arrascaeta não saiu do time titular, começando todas as oito partidas no campo de jogo e mostrando cada vez mais entrosamento e colecionando boas apresentações.

"Tenho liberdade e tenho compromisso também dentro dos jogos. Jogar do meio para frente tem que ter estes espaços, esta liberdade para tentar buscar seu melhor potencial e ajudar a equipe com jogadas, assistências e gols", acrescentou o uruguaio, que perdeu seu posicionamento fixo dentro de campo, agora com mais liberdade, concedida por Mano, para organizar as jogadas, sejam elas pelos lados ou centro do gramado.

Nesta quinta-feira, Arrascaeta e companhia terão um bom teste para recolocar em campo o bom futebol apresentado nos últimos jogos. O próximo duelo do Cruzeiro será contra o América-MG, lanterna do Brasileirão, mas uma verdadeira pedra no sapado nos últimos meses. Em 2016, a equipe celeste ainda não derrotou os rivais de BH nos quatro duelos já feitos entre os clubes, incluindo a eliminação precoce na semifinal do estadual. No primeiro turno, o clube escapou por pouco de uma derrota no Mineirão, o que só não aconteceu graças ao gol de Arrascaeta, igualando a partida em 1 a 1.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos