É lanterna, mas incomoda. Cruzeiro está engasgado com o América-MG em 2016

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Thomas Santos/AGIF

    Nos quatro clássicos de 2016 até aqui, Cruzeiro ainda não conseguiu vencer o América

    Nos quatro clássicos de 2016 até aqui, Cruzeiro ainda não conseguiu vencer o América

Lanterna do atual Brasileirão com apenas 13 pontos (20% de aproveitamento), o América-MG será o rival do Cruzeiro às 21h desta quinta-feira, no Independência. Pelas situações de momento, nada mais normal esperar uma vitória celeste, que já vem jogando bem e está em ascensão com Mano Menezes. Mas todo cuidado é pouco com o adversário de BH. Neste ano, sempre que se enfrentaram, o América beliscou pelo menos um empate nos quatro clássicos já jogados, além de eliminar o rival precocemente do Estadual, culminando a queda de Deivid, primeiro comandante celeste na temporada.

Pelo Mineiro desde ano, ainda comandado por Givanildo, o América empatou com o Cruzeiro na primeira fase por 1 a 1. Nas semifinais, as equipes voltaram a se encontrar e o adversário preparou outra surpresa. Os 2 a 0 no jogo da ida adiantaram a classificação alviverde, que empatou sem gols no jogo da volta e se garantiu na decisão do torneio. Mais recente, pelo primeiro turno do Brasileirão, a vitória por 1 a 0 dentro do Mineirão só não veio porque Arrascaeta, a dez minutos do fim, marcou o gol de empate e livrou a Raposa de outro tropeço.

"Hoje em dia tem que ter respeito com todos os adversários, desde os grandes até os considerados menores. Teremos que correr, lutar. Não se vence um jogo facilmente. Vamos em busca disso. É um clássico em Minas e será bem disputado por ambas as equipes", disse o zagueiro Bruno Rodrigo.

Pelo Brasileirão, o Cruzeiro já aguarda na fila para vencer o América há 18 anos. É verdade que o rival só disputou a Série A por outras quatro vezes depois de 1998. Mas em todas as cinco partidas seguintes, a Raposa não saiu vencedora. Neste período, o Cruzeiro foi derrotado uma vez e em outras quatro ocasiões a partida terminou em igualdade. Por outro lado, quando analisados todos os outros campeonatos, não é preciso voltar tanto no tempo. Além da larga vantagem celeste no histórico de confrontos (105 vitórias e 60 derrotas em 238 jogos oficiais), o último triunfo celeste aconteceu no ano passado, pelo estadual (2 a 0).

Cruzeiro tem se dado bem no Horto

Se o retrospecto recente contra o América não é lá dos mais animadores, não é possível dizer o mesmo sobre o histórico celeste dentro do Independência. Desde que o estádio foi reinaugurado, o clube jogou por 16 vezes como mandante, das quais venceu oito, empatou três e saiu derrotado por cinco vezes. Nesta temporada, o time já visitou o estádio em cinco ocasiões: triunfou por duas vezes contra o maior rival Atlético-MG e uma diante do Internacional, empatou contra o Coritiba e perdeu apenas uma vez, para o próprio América, há cinco meses.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos