Atlético-MG vence com dois gols de Fred e se mantém na cola do Flamengo

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

?

Vencer e seguir firme na briga pelo título do Campeonato Brasileiro. Esse era o objetivo do Atlético-MG diante do Vitória. E foi isso que a equipe alvinegra fez, na noite dessa quarta-feira (7), no Estádio Independência, ao ganhar por 2 a 1, com dois gols de Fred.

Resultado que deixa o Atlético em boa situação dentro da competição. A equipe se manteve na briga pela ponta. Permaneceu em terceiro lugar e conseguiu manter as diferenças para o Flamengo e Palmeiras, que também ganharam na rodada, de Ponte Preta e São Paulo, respectivamente. Mas a principal notícia é que se distanciou de Corinthians (quarto com 37) e Santos (quinto com 36), que completam a rodada na noite dessa quinta.

Fred marca dois em noite de muitas tentativas

Desde o final de julho que Fred não fazia um gol. Nesse período foram quatro partidas de jejum, que acabou de grande maneira diante do Vitória. Numa noite quem Fred conseguiu finalizar muitas vezes, o atacante conseguiu marcar duas vezes no mesmo jogo, pela primeira vez com a camisa do Atlético. E olha que na primeira grande chance a bola de Fred foi no travessão, mesmo com o goleiro Fernando Miguel batido. Mas o camisa 99 fez o que se espera dele e garantiu importantes pontos para o Atlético. Assim como o incrível gol perdido, também com outra bola chutava no travessão, mesmo com o goleiro fora da jogada.

Marinho perde gol e gera revolta em companheiro

Aos 35 minutos do primeiro tempo o atacante Marinho teve a grande chance do Vitória no jogo. O atacante aproveitou um erro da defesa do Atlético e partiu com a bola dominada, do meio de campo, sem nenhum marcador. Ao invés de tocar para um colega melhor colocado, Marinho tentou dar uma cavadinha para encobrir Giovanni, que conseguiu fazer a defesa. O lance gerou muita revolta no banco de reservas do Vitória, especialmente em Caique, o goleiro reserva. Após o término do primeiro tempo, os demais companheiros precisaram segurar Marinho e Caique, para que não brigassem no gramado do Independência.

Após longa viagem, Rafael Carioca atua os 90 minutos

Na terça-feira à noite a seleção brasileira venceu a Colômbia, por 2 a 1, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. No banco de reservas estava o volante Rafael Carioca, que deixou Manaus logo após a partida, com destino a Belo Horizonte. Foram mais de seis de viagem, incluindo uma parada em São Paulo. E menos de 24 horas depois o volante estava em campo para defender o Atlético e atuou durante os 90 minutos. Talvez pelo cansaço causado pela viagem, Carioca errou mais passes do que o normal, mas esteve bem em campo.

Robinho perde gol incrível e quebra sequência em casa

Seis jogos seguidos em Belo Horizonte com gols de Robinho. E diante do Vitória, o atacante teve a chance de chegar a marca de sete jogos consecutivos com gols diante da torcida. Já nos acréscimos, o goleiro Fenando Miguel errou o tempo de bola e Robinho ficou sozinho, com o gol livre, mas faltou a tranquilidade que sempre sobra no camisa 7. Robinho bateu de primeira e mandou a bola para fora.

Cárdenas volta ao Horto e segue sem jogar bem em BH

Titular do Atlético Nacional-COL durante algumas temporadas, Cárdenas chegou ao Atlético em 2015 como um dos principais reforços para a Libertadores. Porém, o colombiano não foi bem e deixou o clube mineiro sem marcar um gol sequer. Agora emprestado ao Vitória, Cárdenas voltou ao Independência e mais uma vez não foi bem. Outra atuação discreta do colombiano em solo mineiro.

Giovanni faz milagre, mas falha no gol do Vitória

Foram quase seis meses sem disputar uma partida oficial, desde março. Giovanni estava de volta à meta do Atlético após duas contusões e um longo período na reserva. Na primeira bola, Giovanni mostrou categoria, ao driblar o atacante Ramallo. O camisa 20 ainda fez importante defesa em tentativa de Marinho. No entanto, o arqueiro atleticano saiu mal do gol no lance de empate do Vitória.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 2 X 1 VITÓRIA

Data: 07/09/2016 (quarta-feira)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Motivo: 23ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Público: 13.532 pagantes
Renda: R$ 588.174,00
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Assistentes: Leirson Peng Martins (RS) e Maurício Coelho Silva Penna (RS)
Cartões amarelos: Edcarlos e Clayton (CAM) Marcelo, Fernando Miguel, Diogo Mateus, Alípio e Ramon (VIT)
Gols: Fred aos 45 min do primeiro tempo; Kanu aos 13 min e Fred aos 17 min do segundo tempo

ATLÉTICO-MG
Giovanni, Carlos César, Gabriel, Edcarlos e Fábio Santos; Rafael Carioca, Lucas Cândido (Hyuri, aos 44 do 2º), Carlos Eduardo (Clayton, no intervalo) e Maicosuel (Yago, aos 30 do 2º); Robinho e Fred.
Treinador: Marcelo Oliveira.

VITÓRIA
Fernando Miguel, Diogo Mateus (Euller, aos 37 do 2º), Ramon, Kanu e Diego Renan; Amaral, Marcelo, David (Alípio, aos 14 do 2º) e Cárdenas; Rodrigo Ramallo (Serginho, aos 14 do 2º) e Marinho
Treinador: Vagner Mancini.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos