O que o Palmeiras aprendeu e mudou depois da derrota para o São Paulo

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo

  • Eduardo Anizelli/Folhapress

    Tchê Tchê esteve na derrota para o São Paulo, ocorrido no primeiro turno

    Tchê Tchê esteve na derrota para o São Paulo, ocorrido no primeiro turno

Atualmente líder e um dos favoritos ao título do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras passou por um processo de evolução durante a competição, principalmente nos 'jogos grandes'. Contra o São Paulo, nesta quarta-feira (7), às 21h45, no Allianz Parque, a equipe do técnico Cuca quer ratificar o alto nível deste processo de crescimento.

Tanto que o resultado do primeiro duelo contra o rival tricolor, em duelo pela 4ª rodada disputado em maio, será levado em consideração. A derrota por 1 a 0, gol do ex-são-paulino Paulo Henrique Ganso, trouxe lições para o grupo, como contou na última segunda-feira o meio-campista Tchê Tchê.

"A gente acabou criando muito no início da partida, mas sofremos um gol e a equipe deles se fechou. Com outros times, aconteceu isso também. Essa é a lição que fica: aproveite as chances que cria", disse o camisa 32 da equipe de Palestra Itália.

Além do revés contra o São Paulo, o Palmeiras perdeu em outras quatro oportunidades neste Brasileirão. Em três delas – Ponte Preta (2 a 1), Atlético-MG (1 a 0) e Botafogo (3 a 1) -, a equipe saiu atrás do marcador e não encontrou soluções para reagir.

A expectativa é de que o São Paulo, desde o princípio, adote uma postura mais cautelosa, em virtude da fase turbulenta e do ambiente a ser encontrado no Allianz Parque – torcida única e com mais de 38 mil ingressos vendidos para o confronto desta quarta-feira.

Tchê Tchê, no entanto, não crê em um rival retraído, postura na qual o Palmeiras enfrentou resistência no início de trajetória neste Campeonato Brasileiro.

"São Paulo não vai vir fechado, é clássico. É 50% para cada lado. Temos o fator que é a nossa torcida, mas dentro de campo são 11 contra 11", discursou o meio-campista.

"É um clássico. Sabemos que se perdermos, a crítica virá. (...) Estamos em boa fase, mas sabemos que isso pode mudar em um ou dois jogos. Temos que ter a cabeça para mantermos o bom rendimento", pregou Tchê Tchê na véspera do duelo no Allianz Parque.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos