Palmeiras x São Paulo: missão para Cuca e renascimento para R. Gomes

José Edgar de Matos e Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras

    Gabriel Jesus disputa a bola com Wesley no clássico entre São Paulo e Palmeiras no primeiro turno

    Gabriel Jesus disputa a bola com Wesley no clássico entre São Paulo e Palmeiras no primeiro turno

Um clássico, dois cenários diferentes. O líder do Campeonato Brasileiro encara o 12º colocado. O clube de bem com a vida, que abre o treinamento para o torcedor, contra o outro, recentemente vítima da ira do público. Em momentos distintos, Palmeiras e São Paulo se encaram nesta quarta-feira, a partir das 21h45 (de Brasília), no Allianz Parque.

Para o Palmeiras, o momento é de afirmação. Diante da perseguição do Flamengo, o clube de Palestra Itália precisa da vitória em casa para manter a sina contra o rival e, ao mesmo tempo, retirar a única lacuna de Cuca contra os grandes rivais da capital paulista.

Desde que estreou como técnico do Palmeiras, Cuca perdeu apenas para o São Paulo dentre os rivais do estado – duas vitórias contra o Corinthians (1 a 0 no Paulista e no Brasileiro) e dois empates contra o Santos (2 a 2 pelo estadual e 1 a 1 na Série A.

No único encontro diante do adversário tricolor, Cuca viu a equipe alviverde cair por 1 a 0 no Morumbi. O autor do gol, Paulo Henrique Ganso, sequer defende mais as cores são-paulinas.

A missão de Cuca, mais do que apagar a imagem ruim deixada no primeiro encontro diante do São Paulo, é sacramentar ainda mais o papel de favorito do Palmeiras no Brasileiro. São cinco partidas de invencibilidade na Série A e um cenário de paz.

Tanto que o treinador palmeirense, no último treinamento antes do clássico desta quarta, liberou a entrada de pouco mais de uma dezena de torcedores na Academia de Futebol. O grupo pegou autógrafos e tirou fotos depois de prestigiar o tradicional 'rachão'.

Presença de torcedores do treino é o oposto do que ocorreu no São Paulo durante a semana: o clube fechou os portões para se recuperar e uma invasão ao centro de treinamento, protagonizada por torcedores organizados e que teve furtos e agressão a jogadores.

O clube do Morumbi vive momento conturbado dentro e fora de campo:  no Brasileiro, ocupa o meio da da tabela, na 12a colocação, e não vence há três jogos. Na Copa do Brasil, perdeu para o Juventude, da Série C, em casa, na primeira partida das oitavas de finais.

O clima político também é ruim, com pressão da oposição e brigas no Conselho Deliberativo.  A última aconteceu nesta segunda-feira, envolvendo um conselheiro da oposição e um dirigente. Em caso de derrota, a torcida ameaça novas ações e protestos.

Sob todos os aspectos, o clássico é fundamental para a recuperação na temporada – a vitória sobre um rival, além de valiosos três pontos, tem potencial para recuperar a confiança do elenco e devolver um pouco de tranquilidade aos jogadores – pelo menos até a próxima partida.


 

 

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS X SÃO PAULO

Local: Estádio Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 7 de setembro de 2016, quarta-feira
Horário: 21h45 (Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa-SC)
Assistentes: Nadine Schramm Camara Bastos (Fifa-SC) e Helton Nunes (Fifa-SC)

PALMEIRAS: Jailson; Jean, Yerry Mina, Vitor Hugo e Zé Roberto; Tchê Tchê e Moisés (Gabriel); Erik, Cleiton Xavier (Allione) e Dudu; Gabriel Jesus (Rafael Marques).
Técnico: Cuca

SÃO PAULO: Denis; Wesley, Maicon, Lyanco (Rodrigo Caio) e Carlinhos; Hudson, Thiago Mendes, João Schmidt; Luiz Araújo (Daniel), Kelvin e Chavez
Técnico: Ricardo Gomes

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos