De trunfo à decepção! Defesa desanda e complica Flu na briga pelo G4

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Nelson Perez/Fluminense FC

Há 11 dias o Fluminense entrou em campo para encarar o líder Palmeiras tendo a melhor defesa do Campeonato Brasileiro como trunfo. Não foi o suficiente para segurar o ataque mais positivo da competição. Mais que isso, tirou a confiança da equipe, que viu a defesa dos sonhos virar uma grande decepção nos últimos três jogos do Brasileiro.

Até a partida contra o Palmeiras, o Fluminense havia levado 18 gols em 20 jogos, o que representava uma média 0,9 gol por partida. A partir do duelo com o Alviverde, a situação mudou. Foram cinco tentos nos três duelos, média de 1,66 por confronto.

Para se ter uma ideia, esse recorte torna a média superior aos gols sofridos pelo lanterna América-MG em todo o campeonato, de 1,60 por duelo. E o próximo jogo é contra o Atlético-MG, dono de um ataque poderoso na competição. A má fase defensiva vai gerar mudanças na equipe?

"Eu faço algumas mudanças às vezes, mas gosto de respeitar a manutenção de oito ou nove jogadores. Depende muito da característica do jogo, até da condição do gramado como foi no último jogo. Acredito na continuidade do time. Tem um campo muito grande para melhorar e temos de trabalhar para acontecer isso", explicou Levir Culpi.

A queda de desempenho prejudicou a luta do Fluminense pelo G4. Contra o Botafogo, o tricolor poderia ter chegado aos 37 pontos, o que garantiria a quita posição. Atualmente a equipe está na 8ª posição, a seis pontos do Corinthians, em 4º.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos